RADAR INFOMONEY AO VIVO PETR4 sobe com investidor focando fundamentos e dividendos em vez da demissão do CEO por Bolsonaro

PETR4 sobe com investidor focando fundamentos e dividendos em vez da demissão do CEO por Bolsonaro

Presidente Dilma mantém silêncio, mas o que a “ministra Dilma” achava da Petrobras?

Em 2009, a então ministra da Casa Civil elogiou a transparência nas contabilidades da estatal ao rebater investigações aos números da empresa

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A presidente Dilma Rousseff ainda não fez muitos pronunciamentos sobre a situação da Petrobras (PETR3PETR4) logo após a deflagração da sétima fase da Operação Lava Jato, que investiga o esquema de corrupção na estatal. Uma das suas frases mais marcantes após esta operação foi durante a reunião do G-20, em que ela disse que o “caso Petrobras poderia mudar o Brasil para sempre”. Porém, Dilma ainda se mantém reservada sobre o assunto Petrobras.

Em meio a esse silêncio, um vídeo de 5 anos atrás vem ganhando destaque na internet, em que a então ministra-chefe da Casa Civil falou sobre a empresa, na época em que também estava se no radar uma CPI sobre a companhia. 

 O vídeo mostra que a então ministra estava confiante sobre a empresa e destaca a sua importância e reiterou que a empresa não era uma “caixa-preta”. “A Petrobras pode ter sido uma caixa preta em 97, 98, 99, 2000. A Petrobras hoje é uma das empresas com um dos níveis de contabilidade dos mais apurados do mundo”, ressaltou, afirmando ainda que “ninguém abre ação na Bolsa de NY e é fiscalizada sem ter um nível de controle bastante razoável”.

Confira abaixo a entrevista de Dilma: 

Lara Rizério

Editora de mercados do InfoMoney, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional, além de ficar bem de olho nos desdobramentos políticos e em seus efeitos para os investidores.

Leia também