Fotógrafo mineiro apanha em manifestação por parecer com Lula

Nem mesmo o fato de estar levando o crachá no pescoço foi o suficiente para conter a violência dos agressores que acusavam Beto Novaes de estar fantasiado de Lula

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O dia de manifestações contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) não foi fácil para o fotógrafo Beto Novaes, do “Estado de Minas”. Fisicamente parecido com o ex-presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, ele mesmo relata ser comumente abordado nas ruas com pedidos de pessoas para tirar foto com ele. Este fim de semana, no entanto, a sua aparência lhe rendeu uma dor de cabeça. 

Ao cobrir os protestos na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, ele sofreu empurrões e um chute na coxa de um grupo de manifestantes. Nem mesmo o fato de estar levando o crachá no pescoço foi o suficiente para conter a violência dos agressores que o acusavam de estar fantasiado de Lula, avaliando a sua presença no protesto como uma provocação. 

Beto disse ao Jornal O Tempo que em 30 anos de profissão ele nunca havia sofrido um episódio parecido.

Equipe InfoMoney

Leia também