Ficou irritada: em primeira reunião ministerial do ano, Dilma dá bronca em operador de TP

A presidente demonstrou irritação com a velocidade com que o texto de seu discurso rolava no Teleprompter da produção e decidiu recorrer ao papel

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A vida da presidente Dilma Rousseff (PT) não está nada fácil. A governante assumiu este ano um País acometido por uma inflação alta, pressionada ainda mais pelos preços administrados de combustíveis, tarifas de energia e de transporte, além de enfrentar um crescimento econômico baixo e ameaçado ainda mais por um racionamento de energia. 

Por isso, mesmo demonstrando bom humor e apoiando as medidas do seu ministro da Fazenda, Joaquim Levy, na sua primeira reunião ministerial do ano, a presidente teve momentos de estresse provocados pela velocidade do operador de Teleprompter. Aos não acostumados com jargões do meio jornalístico, o TP é o equipamento que mostra um texto em uma tela, rolando à medida em que uma pessoa, normalmente o âncora de um telejornal, o lê. 

Em vídeo divulgado no Youtube, Dilma se irrita com a velocidade da rolagem do texto no TP, muito lento para ela, e depois de uma bronca, passa a ler o seu discurso usando o bom e velho papel. Depois disso, a reunião decorreu sem incidentes e a presidente fez o esperado pelo mercado, enfrentando as pressões de sindicatos para que as alterações nas leis trabalhistas anunciadas por Levy sejam revogadas. 

Assista:

Equipe InfoMoney

Leia também