Analista acerta dupla Atlético e Cruzeiro como campeões de futebol do ano

Leandro Martins, da Walpires Corretora, disse, em março, que os mineiros seriam os vitoriosos no futebol este ano

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – “O ano é dos mineiros”, disse Leandro Martins, analista-chefe da Walpires Corretora em março – ao avisar que o Atlético Mineiro seria campeão da Libertadores e o Cruzeiro conquistaria o Campeonato Brasileiro, previsão que se tornou realidade na noite desta quarta-feira (13). O palmeirense Martins foi o único dos 18 analistas que participaram do bolão que acertou ambos os campeões do ano. “Eu fui campeão”, afirma.

O futebol é tradição na Walpires: o dono dela é Waldemar Pires, que presidiu o Corinthians na década de 1980, durante o período da “Democracia Corinthians”. Em 2013, até o presente momento, a corretora vai bem também no mercado de ações, ocupando a honrosa 4ª posição no ranking de carteiras do InfoMoney – “zona de Libertadores”. 

No futebol, Martins foi o primeiro colocado disparado entre os analistas participantes – embora João Pedro Brugger, da Leme Investimentos, e Gilberto Coelho, da Gibex, também tenham acertado o Atlético como campeão das Américas. E o analista da Walpires aproveita para avisar: se o Cruzeiro deve passar o fim de ano “cheio de vaidade” com sua conquista, o Atlético deverá “lutar, lutar, lutar” no mundial de clubes, no Marrocos. “O Galo vai ser campeão”, diz.

“Campeonato ruim”
Mesmo acertando o campeão Cruzeiro, Martins se disse decepcionado com o nível técnico do futebol brasileiro neste ano. “O campeonato foi nivelado muito por baixo, estava muito ruim. Mas o Cruzeiro foi campeão por mérito”, diz, endossando o coro dos que dizem que o Campeonato Brasileiro de 2013 foi um dos “piores” da era dos pontos corridos. 

Para o analista, isso se deve ao fraco nível dos times mais tradicionais do Brasil, especialmente os de São Paulo e Rio de Janeiro, que não se destacaram positivamente. Para ele, Minas Gerais não ficou para trás e montou os dois melhores plantéis do País este ano, conquistando, com mérito, ambos os campeonatos.

Com o time bem montado, o Cruzeiro teve “vida fácil” no Campeonato Brasileiro – nas primeiras colocações desde o início do campeonato. Tornou-se um dos campeões brasileiros menos contestáveis da história, ganhando o campeonato com quatro rodadas de antecedência. Foi o campeão do primeiro turno e deverá ser o primeiro colocado no segundo turno também – algo muito raro. 

Para Martins, a conquista do Cruzeiro foi facilitada pelo fato de que o Atlético estava desinteressado na competição – chegando a jogar várias partidas sem seus principais jogadores -, e seguiu na zona de rebaixamento até o início do segundo turno. “É natural, a Libertadores é maior e mais interessante do que o Campeonato Brasileiro”, completa o analista. 

Outros palpites
Consolidado no posto de “principal analista de futebol do mercado financeiro”, Martins arrisca outros palpites para o final do ano. A começar pela principal competição deste fim de ano, o Mundial de Clubes, no qual acrédita que o Atlético triunfará, derrotando o Bayern de Munique na final em Marrakech.

No campeonato brasileiro, Leandro Martins acredita que Bahia, Vasco, Ponte Preta e Náutico serão os rebaixados. Destes, o Náutico já foi rebaixado – mas ainda há uma disputa para a definição das outras vagas. A Ponte tem 34 pontos, enquanto Fluminense tem 36 e o Vasco 37. Bahia e Criciúma possuem 39 e Coritiba e Portuguesa possuem 41 pontos. 

A final da Copa do Brasil será disputada entre Atlético Paranaense e Flamengo, e o analista da Walpires acredita que os paranaenses serão campeões derrotando os cariocas. Para a taça Sulamericana, o Lanús – que disputa a semi-final com o Libertad – deverá vencer um dos brasileiros, Ponte Preta ou São Paulo na decisão. 

Para o ano que vem, o analista da Walpires dá um último palpite, talvez o mais importante de todos: o Brasil será campeão da Copa do Mundo, que será realizada aqui. “O mundial vai ser disputado por aqui, não vai ter para ninguém”, completa o analista-chefe da corretora de Waldemar. 

Felipe Moreno

Leia também