Angela Merkel vai ganhar cinebiografia; relembre outros 7 filmes sobre políticos

Chanceler alemã deve ter vida retratada no cinema em 2017, mas até hoje diversos outros políticos já tiveram suas histórias levadas para a telona

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – É comum vermos de vez em quando um filme contando a história de algum político famoso. Para citar apenas dois, A Dama de Ferro e O Discurso do Rei fizeram grande sucesso ao contarem as histórias de vida de Margaret Tatcher e o Rei George VI, respectivamente. E agora, mais um ícone da história política na Europa deve ganhar as telas do cinema.

Nesta semana, Walid Nakschbandi, diretor da produtora AVE, de Berlim, disse à Reuters que pretende fazer um filme sobre a chanceler alemã Angela Merkel, que cresceu na antiga Alemanha Oriental comunista antes de se tornar a primeira mulher a assumir o cargo após a reunificação do país. A previsão de estreia é 2017.

Nakschbandi disse para a agência que a cinebiografia, cujo título provisório é “Angela Merkel”, vai buscar retratar às audiências de todo o mundo tanto a vida política como privada da chanceler alemã. “Merkel é uma das líderes mais populares e debatidas da Europa”, disse ele sobre a mandatária alemã, que é frequentemente considerada a mulher mais poderosa do mundo.

O InfoMoney preparou uma lista com outros filmes que retratam a vida de políticos. Aproveite enquanto o filme de Merkel não chega aos cinemas para ver, ou rever essas obras:

Dama de Ferro

A Dama de Ferro

O filme mostra como Margaret Thatcher (papel de Meryl Streep) conseguiu impor firmeza em um mundo até então dominado por homens, quebrando até barreiras de gênero e classe, tudo para ser ouvida. A história se passa durante a recessão econômica causada pela crise do petróleo no fim da década de 70, quando a líder política tomou medidas impopulares para recuperar a economia do país. Porém, um dos destaques do filmes fica para o complicado momento em que o Reino Unido entrou em conflito com a Argentina na polêmica Guerra das Malvinas.

W.

W

Em mais um filme polêmico na carreira do diretor Oliver Stone, temos a história do 43º Presidente dos Estados Unidos, George W. Bush (vivido por Josh Brolin). Apelidado de W pelos amigos, o ex-presidente americano vive sob a sombra de seu pai – que também foi presidente do país – e deseja apenas curtir a vida. Sem rumo definido na carreira, ele decide entrar para a política ao concorrer para a Câmara dos Representantes pelo Texas, estado onde vivia desde criança. Na campanha conhece Laura, com quem posteriormente se casa. A história ainda mostra os esforços e os triunfos de Bush, mas também seus erros, principalmente aqueles relacionados com a decisão de invadir o Iraque após os ataques de 11 de setembro de 2001.

Getúlio

Getúlio

Como o próprio título diz, esta é a história do ex-presidente Getúlio Vargas. O filme percorre a intimidade dos dezenove últimos dias da vida de Getúlio, período em que ele fica isolado no Palácio do Catete, enquanto seus opositores o acusam de ser o mandante do atentado contra o jornalista Carlos Lacerda. O longa é dirigido por João Jardim e estrelado por Tony Ramos como Getúlio e Drica Moraes, como a filha do ex-presidente.

A Rainha

A Rainha

O filme mostra os bastidores da realeza inglesa logo após o acidente que causou a morte da princesa Diana, em 1997. A Rainha Elizabeth II (papel de Helen Mirren) se isola no Castelo Balmoral junto com sua família, incapaz de compreender a resposta do público mundial, em especial o britânico, em relação à tragédia. A reação da realeza diante do público e a forma como encararam a morte de Diana são os pontos principais do filme.

Elizabeth

Elizabeth

Desta vez a história é sobre a rainha Elizabeth I (interpretada por Cate Blanchett), que assumiu o trono inglês por volta de 1554 em um período conturbado e que decidiu sacrificar sua vida pessoal para enfrentar as ameaças contra o seu reinado. Elizabeth I ficou conhecida como “A Rainha Virgem” por nunca ter se casado e não ter deixado herdeiros, apesar de seu famoso caso com o conde de Leicester, Robert Dudley (Joseph Fiennes).

O Discurso do Rei

O Discurso do Rei

Mais um filme sobre um personagem britânico. O Discurso do Rei conta a história do rei George VI, interpretado por Colin Firth, que sofria de gagueira desde os quatro anos de idade. Apesar de já ter passado por diversos médicos, o monarca nunca conseguiu encontrar resultados eficazes para solucionar seu problema de fala, que o prejudicava ao tentar impor autoridade em seus discursos. George VI recorre ao seu terapeuta Lionel Logue, vivido por Geoffrey Rush, para tentar manter sua moral, principalmente quando a Inglaterra entra na II Guerra Mundial.

Lula, o Filho do Brasil

Lula, o filho do brasil

O filme conta a trajetória do ex-presidente Lula desde seu nascimento em 1945, mostrando as dificuldades enfrentadas por sua mãe, Dona Lindu, interpretada por Glória Pires. A história mostra como Lula se tornou líder sindical em 1980, emergindo como uma força política renovadora, e também revela a vida pessoal do ex-presidente.

Rodrigo Tolotti

Repórter de mercados do InfoMoney, escreve matérias sobre ações, câmbio, empresas, economia e política. Responsável pelo programa “Bloco Cripto” e outros assuntos relacionados à criptomoedas.