Em ciahering

Cia. Hering vê recuperação de demanda de varejistas no 4º trimestre

Após conservadorismo do trimestre passado, pedidos no canal de franquias e multimarcas aceleram

Hering Kids
(Divulgação)

SÃO PAULO - Depois do cenário desafiador do terceiro trimestre, a diretoria da Cia. Hering (HGTX3) tem perspectivas favoráveis para os últimos três meses de 2012 e vê a possibilidade de normalização das vendas.

Entre julho e setembro, o desempenho fraco da empresa foi impactado pelo conservadorismo nas compras dos varejistas, por conta de fatores climáticos e macroeconômicos. Contudo, em teleconferência com analistas realizada nesta sexta-feira (19), o presidente da companhia, Fábio Hering, afirmou que os pedidos para a próxima coleção estão aquecidos, tanto no canal de franquias, quanto no de multimarcas.

O desafio agora, segundo o executivo, não é a demanda, mas a distribuição. “Estamos trabalhando duro para entregar os produtos a tempo”, comentou.

Mesmas lojas
Considerando as lojas da Hering Store abertas há mais de um ano, o desempenho de vendas já apresentou leve reversão no terceiro trimestre, em relação aos três meses anteriores. Pelo critério “mesmas lojas”, as vendas subiram 1%, contra queda de 3,9% de abril a junho.

Apesar de mais otimista para o quarto trimestre, o diretor de Relações com Investidores da empresa, Frederico Oldani não espera um crescimento de vendas de dois dígitos neste tipo de loja. “Esperamos uma melhora na comparação com o terceiro trimestre, mas a rede de franqueados não se planejou para um crescimento de dois dígitos. Não é isso que está embutido nos pedidos”, comentou Oldani, na teleconferência.

Expansão de lojas
Sobre o plano de expansão, Fábio Hering afirmou que a companhia pretende publicar um novo estudo sobre a capacidade de lojas no Brasil no longo prazo. A última avaliação, feita em 2010, indicava o potencial de 604 lojas Hering Store em território nacional.

Ele também aproveitou a oportunidade para reiterar o guidance de abertura de lojas este ano. Serão 87 Hering Store e 20 Hering Kids. A primeira franquia da rede de lojas para o público infantil foi inaugurada no terceiro trimestre.

“Estamos em passo acelerado de inaugurações neste quarto trimestre. A meta de 20 lojas vai ser atingida”, afirmou Hering. Do total, serão 18 franquias e duas próprias, de acordo com o executivo.

Recuperação de margens
No terceiro trimestre, a companhia apresentou a primeira contração (de 4,7 pontos percentuais) na margem Ebitda desde que abriu o capital em 2007. Mas a expectativa é de recuperação de margens no último quarto do ano.

“A perspectiva é de melhora de margens de agora para frente e no ano que vem também”, disse Hering. “A margem bruta ainda deve ficar pressionada por conta do câmbio, mas a pressão será bem menor”, completou Oldani.

 

Contato