Voltou a trabalhar na mesma empresa? Atente à postura!

De acordo com pesquisa, quase 30% dos profissionais voltaram para ex-empregador; nessa situação, fique atento às novidades

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Com a alta concorrência, as empresas devem buscar mudanças em processos. Em um curto período de tempo, funcionários podem ser demitidos e procedimentos, dispensados. Com isso, quem volta à empresa depois de um convite de um ex-colega ou ex-superior deve ficar atento à postura tomada.

Segundo a pesquisa “A contratação, a demissão e a carreira dos profissionais brasileiros – edição 2007”, realizada pelo Grupo Catho com 12.122 pessoas, 29,16% dos entrevistados acabaram voltando para a empresa onde trabalharam.

“Nesses casos, busque entender e conhecer a situação atual da empresa, não somente usar o histórico anterior”, orientou a consultora de desenvolvimento organizacional da Caliper, Alessandra dos Santos Moura.

Relacionamentos

Aprenda a investir na bolsa

A pesquisa ainda mostrou que é mais freqüente a volta para a empresa entre os profissionais de nível hierárquico superior. No caso dos diretores, 36,12% já fizeram isso uma ou mais vezes na vida profissional.

Para aqueles que eram de baixos cargos e voltaram como líderes, deve-se evitar tirar vantagem do fato de já ter passado pela empresa para esnobar os demais colegas, afinal, eles poderão ajudar no aprendizado dos novos processos. É recomendável ficar atento às novidades e abusar apenas do conhecimento técnico.

Segundo Alessandra, as pessoas que voltam para a mesma empresa o fazem porque mantinham um bom relacionamento dentro dela. Use deste vínculo para algo positivo, como se inteirar mais com a equipe no começo da jornada.

Não feche portas

A pesquisa mostra como é importante não “fechar portas” ao sair da empresa em que atua. Mantenha um bom relacionamento e não perca o contato com os colegas, já que eles podem indicar um caminho quando estiver em um momento de insatisfação com a própria carreira ou de desemprego.