Você sabe o que é entrevista situacional?

Ferramenta importante na seleção de pessoal, a entrevista ganha novas técnicas para aperfeiçoamento do processo de análise do candidato

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Tanto para quem seleciona, quanto para quem é selecionado, a entrevista de emprego é sempre uma ferramenta que merece especial atenção. Neste processo, ambas as partes se analisam: enquanto o candidato vende sua imagem, o representante da empresa verifica se encontrou o profissional adequado.

Em razão da importância da entrevista, ela se aperfeiçoa em novas técnicas como, por exemplo, a situacional. Você a conhece?

Controle das emoções

Muito mais do que habilidades, as empresas hoje procuram profissionais com estabilidade emocional suficiente para o desenvolvimento da iniciativa e tomada de decisões. Mais do que a solução de problemas, as empresas esperam hoje que seus funcionários se antecipem às situações consideradas de crise, sugerindo medidas preventivas.

Aprenda a investir na bolsa

Embora de extrema importância, é bom esclarecer que a entrevista não dará a certeza de acerto de uma contratação. Mas existem condutas que, se adotadas, poderão ajudar o selecionador a analisar melhor seu candidato.

A entrevista situacional se consiste em avaliar o profissional por meio de situações já vividas: crises, conquistas, erros cometidos. Ao acompanhar a narração de cada momento deste, vivido pelo candidato, o avaliador tem condição de medir o grau de iniciativa, responsabilidade, comprometimento com suas tarefas e equilíbrio diante de problemas.

Treinamento

Neste processo, a reação do profissional, ao responder às perguntas, poderá ajudar o selecionador a conhecer melhor seu candidato. A ambientação, neste caso, torna-se mais verdadeira, já que ao reviver situações, é comum o envolvimento emocional. No caso da entrevista situacional fala-se sobre algo que já aconteceu (foco), tornando-se difícil inventar algo.

O candidato, ao se remeter a fatos já ocorridos, se desvencilha do objetivo de responder apenas o que seu avaliador deseja ouvir e mostra-se de forma mais verdadeira.

Porém, por se tratar de um processo de análise, é bastante importante que o selecionador seja devidamente treinado e preparado para o desenvolvimento desta técnica, para que possa ter a percepção necessária a uma boa avaliação.