Vida profissional: um bom líder pode não ser o profissional destaque!

Quem sempre faz atividades sem erros e tem comportamento exemplar pode não ser o melhor líder

SÃO PAULO – O funcionário que sempre faz suas atividades sem erros e tem comportamento exemplar pode não ser o melhor líder a ser escolhido para uma equipe, enquanto aquele que não tem o melhor desempenho pode ser uma grande revelação, segundo afirmou o diretor de desenvolvimento da Caliper do Brasil, George Brough.

“Muitas vezes os colegas não sabem identificar as características de liderança e interpretam que as pessoas de pior desempenho não são bons funcionários, quando geralmente eles têm dificuldade em assumir esses cargos mais baixos porque possuem mais habilidades a serem exploradas”, explica.

Habilidades

Além disso, ele afirmou que os profissionais com alto potencial para a liderança podem não se destacar como trainees ou supervisores para o que a equipe precisa no momento, mas a realidade dos mercados muda, assim como a necessidade de profissionais para atuarem neles.

PUBLICIDADE

“Aquela pessoa que não tem destaque e que tem dificuldades no trabalho, por exemplo, pode se tornar um ótimo líder no futuro, porque a necessidade de liderança das empresas muda”, afirmou o diretor.

O que fazer?

Diante disso, os encarregados em decidir pelos cargos dentro da empresa, sejam eles outros líderes, seja a área de Recursos Humanos (RH), devem dar um treinamento diferenciado para estes profissionais, com a finalidade de reconhecer suas capacidades e analisar se elas estão adequadas ao que é preciso.

“O primeiro passo é descobrir quais as necessidades da empresa, como qual mercado irá atingir no futuro, quais produtos irá comercializar e com relação a sua cultura”, disse.

Depois disso, é preciso identificar o perfil da pessoa, ver o que ela tem que pode ser bom para o futuro. “Além disso, os responsáveis pela indicação da liderança devem traçar as características e necessidades para o cargo e o tipo de pessoa que estão procurando. Assim, é possível identificar e motivá-la”.