Vida pessoal e carreira: ainda dá tempo de planejá-las com sucesso!

Recomendação às pessoas é que realizem ao longo do ano dois planejamentos anuais, que servirão como base para as ações

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os seis meses iniciais de 2010 já foram embora, e a sensação de não ter realizado nenhum plano bateu? É nessa hora que você se dá conta de que não começou aquele curso que queria, não trocou de carro, não foi promovido, enfim, não deu início a absolutamente nada do que planejou.

Mas não se desespere, pois ainda dá tempo de começar a ‘bolar’ os novos planos para os meses que estão vindo. Pelo menos é isso o que garante o fundador da Triad PS, empresa especializada em programas e consultoria na área de produtividade, Christian Barbosa.

Segundo o executivo, a recomendação às pessoas é que realizem ao longo do ano dois planejamentos anuais. O melhor momento para começar a desenvolver os planos realmente é o final do ano, época em que todos estão pensando nos desafios a serem vencidos para o seguinte. Porém, para a segunda parte do planejamento, avalia Barbosa, o mês de julho é o melhor para colocar os planos no papel.

Aprenda a investir na bolsa

Exercícios
A ideia, explica o especialista, é reservar de vinte a trinta minutos para colocar em prática um exercício muito simples de planejamento pessoal e profissional. Pegue uma folha de papel em branco para rabiscar suas ideias e depois transfira estes dados para sua agenda ou sistema de planejamento. Basta trabalhar nas questões abaixo, desenvolvidas e escritas por Barbosa.

  • Que áreas da sua vida você precisa dedicar mais ou menos tempo? A dica neste caso é fazer uma lista dos papéis da sua vida (pai, mãe, profissional, etc) e criar duas colunas: Fazer e Parar. Na primeira, escreva as atividades que precisa fazer por cada um destes papéis, coisas bem específicas e não contemplativas (em vez de “Ler Mais”, coloque “Ler o livro X”). Na segunda coluna, coloque as coisas que você faz, mas que não geram nenhum resultado.
  • Pense na meta – Seja limitado na quantidade de metas. Se tiver uma, ótimo, se tiver quatro, talvez não seja viável. Pense no número adequado para você. O mais importante nesse momento é o plano de ação, ou seja, as tarefas que vão fazer com que você saia do lugar. Esse é um bom momento para rever as promessas e checar o que andou e o que não andou. É simples, se não andou, é porque o plano de ação está mal feito ou a meta é inviável.
  • Mente antecipada – Pense em datas especiais para o próximo semestre, como, por exemplo, entregas de projetos importantes, idas ao médico para exames de rotina e etc. Procure antecipar ou agendar atividades que devam ser feitas até o final do ano, assim você prioriza o importante, evita deixar para a última hora e fica com a certeza de que está no controle do seu tempo.