Vendas: mulher ganha menos que homem; veja dicas para negociar remuneração!

Segundo pesquisa, eles ganham mais que o dobro do que elas; antes de pedir aumento, vendedoras devem fazer reflexão

SÃO PAULO – Como reflexo do mercado de trabalho em geral, na área de vendas, as mulheres também ganham menos do que os homens, segundo revelou a pesquisa “Perfil do Vendedor Brasileiro”, divulgada pela revista VendaMais.

De acordo com os dados, a renda média dos homens é de R$ 3.244 no setor, e a das mulheres, de R$ 1.354. Isso mostra que os profissionais do sexo masculino ganham mais do que o dobro (139%) do que suas companheiras. A renda média do vendedor, sem distinção de sexo, ficou em R$ 2.505, segundo a pesquisa.

Um estudo realizado por pesquisadoras da Universidade Federal de Minas Gerais e pela empresa de recursos humanos Gelre, com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), referente ao período de 1982 a 2003, confirma esta diferença de rendimentos no mercado de trabalho brasileiro: os salários dos homens chegam a ser 60% maiores do que os das mulheres.

Mais negociação

PUBLICIDADE

De acordo com o editor da revista, Raúl Candeloro, a diferença de remuneração é resultado de uma tendência histórica de discriminação e da falta de “agressividade” das mulheres ao defenderem o salário recebido, o que precisa mudar.

A pesquisa mostra que a maioria das mulheres (51%) está satisfeita com o próprio salário. “Isso precisa mudar. A iniciativa de mudança desse panorama não partirá das empresas”, disse Candeloro.

Por isso, as mulheres devem saber negociar melhores salários, o que só deve ser feito depois de bastante reflexão. Analise a realidade de sua área de atuação, de sua empresa e o teto de sua categoria. Além disso, a vendedora deve atentar aos seguintes pontos: será que tem realizado suas atividades no trabalho de maneira correta e tem trazido resultados para merecer o aumento?

Rumo ao pedido

Após esta reflexão, é o momento de encarar a conversa séria com o chefe. Mas existem cinco erros que não devem ser esquecidos ou, então, as chances de conseguir o que quer serão mínimas:

  • 1 – Não seja rude: Para a negociação dar certo, nada de ser rude. Apenas mostre que também é de interesse da empresa lhe dar um aumento, para mantê-lo motivado;
  • 2 – Não conte histórias: Seu chefe não quer saber se seu filho precisa de um novo computador. Mostre apenas que está sendo mal remunerado pelo serviço que realiza;
  • 3 – Não faça um teatro: Mesmo que suas emoções sejam justificáveis, não precisa dividi-las com seu chefe. Demonstrações histéricas e de choro só o farão demonstrar infantilidade e falta de profissionalismo;
  • 4 – Não se compare: Nada de pedir um aumento somente porque seu colega de trabalho ganhou um. Analise as condições dele e as suas. Provavelmente, ele está há mais tempo na empresa ou com mais atribuições;
  • 5 – Não ameace desistir: Por que seu chefe investiria em alguém tão vulnerável?