Educação superior

Veja como entrar em Harvard e outras universidades internacionais

Estudos, dedicação e força de vontade são essenciais para quem quer estudar em uma instituição conceituada

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Muitos sonham em fazer faculdade em alguma instituição fora do País. A escolha é, praticamente, garantia para uma formação sólida e boas oportunidades de emprego ao redor do mundo.

No entanto alcançar esse sonho não é tarefa fácil: é preciso muita dedicação e estudos para ser aceito em uma universidade conceituada dos Estados Unidos ou Europa.

Veja abaixo o passo-a-passo para conseguir uma vaga em Harvard, Yale, Oxford, entre outras:

PUBLICIDADE

1- Notas e desempenho no ensino médio

A preparação para cursar uma faculdade no exterior começa no início do ensino médio, já que as principais faculdades norte-americanas levam em conta o desempenho escolar do aluno ao longo dos três anos do colegial.
O estudante é avaliado dentro de um contexto, ou seja, não basta ter notas boas, é preciso se destacar entre os alunos da escola.

2- SAT

O SAT (Scholastic Assessment Test) é um exame padrão aplicado a estudantes do ensino médio, que funciona como o Enem. Ele serve de critério para a admissão nas universidades americanas. Todos os alunos devem fazer esse teste.
A prova é dividida em duas partes: uma que inclui inglês, matemática e uma redação; e outra de caráter mais específico, que permite ao aluno escolher as matérias nas quais quer ser avaliado: matemática, física, química, história americana, história contemporânea, além de idiomas.
Vale lembrar que a nota máxima do SAT é 2.400. As melhores faculdades americanas não costumam dar bola para quem tira menos de 1.900, sendo que, em geral, exigem 2.100.

3- Inglês

O domínio do inglês é requisito mínimo para os candidatos a vagas em faculdades no exterior. Os alunos podem fazer tanto o TOEFL (Test of English as a Foreign Language), quanto o IELTS (International English Language Testing System).

4- Atividades extracurriculares

As atividades extracurriculares são importantes no processo de seleção, pois mostram que os alunos têm múltiplos interesses e capacidade para desempenhar várias tarefas simultaneamente.

5- Prêmios

Os prêmios e honrarias mostram a capacidade do candidato de conquistar objetivos nas áreas em que tem interesse.

6- Recomendação

O candidato deve obter duas cartas de recomendação. Uma delas, obrigatoriamente, do coordenador pedagógico do colégio onde estuda e a outra tem de ser de alguém envolvido com o estudante, mas não necessariamente ligado à escola. Por isso, é fundamental que o aluno tenha bom relacionamento com os líderes que o cercam, assim como professores e mentores.

PUBLICIDADE

7- Redações

Em geral, as instituições exigem duas redações, uma pessoal (personal statement) e outra específica para cada universidade. A primeira é distribuída às universidades que o aluno quer cursar através de uma plataforma online, a CommonApp; no sistema também estão as orientações para a produção das redações específicas. 
No personal statement o aluno deve narrar quem ele é sob o ponto de vista pessoal, quais os seus sonhos, quais os seus objetivos.  

8- Entrevistas

Podem ocorrer por telefone ou pessoalmente (tanto no Brasil como no exterior), dependendo da faculdade. Os selecionadores querem saber se o aluno tem realmente o perfil para estudar em determinada universidade.

9- Planejamento Financeiro

Em média, as escolas americanas custam US$ 60 mil por ano e a concessão de bolsas não é simples. Elas só serão oferecidas a estudantes que de fato necessitem de apoio financeiro. 

Invista o seu dinheiro e realize o sonho de estudar fora. Abra uma conta gratuita na XP!