Veja a importância do plano de carreira na crise e como elaborá-lo

Para especialista, traçar metas, perceber habilidades e defeitos, além de trabalhar com a hipótese de mudanças é fundamental

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em tempos de instabilidade financeira, o ponto inicial para uma trajetória profissional de sucesso é a elaboração de um eficiente plano de carreira. Mas como elaborá-lo? O que avaliar?

De acordo com o diretor geral da Trabalhando.com.br, Renato Grinberg, traçar metas, perceber qualidades pessoais e defeitos, além de trabalhar com a hipótese de mudanças é importante neste momento.

Autoconhecimento

Para estabelecer um plano de carreira eficaz, Grinberg ressalta que o primeiro passo a ser seguido é não só conhecer as suas habilidades, mas, sobretudo, suas limitações.

Aprenda a investir na bolsa

“Avalie os seus valores, defeitos, conhecimentos, interesses, características profissionais e pense em uma maneira de potencializá-los. No caso de fatores negativos, como pouca paciência e ansiedade, é preciso entender porque eles estão presentes e procurar controlar esses fatores”.

Metas

Já o segundo passo para alcançar a tão sonhada ascensão profissional é criar, planejar, pensar e repensar suas metas.

“Acredito que, nesta fase, o profissional deva enxergar longe. Com um objetivo pré-estabelecido, fica mais fácil não desanimar diante de possíveis obstáculos. Mire os seus sonhos e procure os meios para realizá-los”, diz Grinberg.

De olho nas mudanças

Se, antes da crise mundial, já era esperado do profissional a elaboração de um plano de carreira que contasse com o inesperado, agora, saber lidar com as mudanças repentinas chega a ser uma questão de sobrevivência no mundo corporativo. Na opinião do especialista, mesmo com objetivos estabelecidos, a pessoa deve preparar-se psicologicamente para um obstáculo a mais ou uma rota inesperada.

“Esteja certo de que você viverá diversas mudanças de paradigma no decorrer de sua carreira, portanto celebre e aproveite essas mudanças para se destacar, no lugar de resistir a elas. Características como flexibilidade, para conseguir adaptar-se a ambientes diversos, e espírito empreendedor, que dá uma visão do todo, são fundamentais para um bom profissional se destacar em sua carreira”, conclui Grinberg.