Na entrevista

Veja 7 erros dos recrutadores que assustam o candidato a uma vaga de emprego

Os erros dos recrutadores assustam os candidatos e podem levá-los até mesmo a desistir de uma vaga

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – É muito comum ver dicas e regras para que um candidato não cometa erros na entrevista de emprego. Entretanto, é preciso lembrar que os recrutadores também podem pecar nesse momento. Os erros dos recrutadores assustam os candidatos e podem levá-los até mesmo a desistir de uma vaga. Se você quer evitar essa situação, confira os erros dos recrutadores em uma entrevista de emprego:

1. Despreparo. Uma das maneiras mais rápidas de assustar um candidato em uma entrevista de emprego é estar despreparado. Passar os primeiros minutos da entrevista olhando o currículo do candidato, por exemplo, é um sinal claro de falta de consideração. Isso mostra que o candidato não é importante e que a companhia não respeita as pessoas que trabalham para ela.

2. Assuntos inapropriados. Mesmo que a cultura da companhia permita certas informalidades, a entrevista com um candidato não é a melhor hora para isso. Existem limites que devem ser respeitados na entrevista de emprego, uma vez que trata-se do primeiro contato entre recrutador e candidato.

Aprenda a investir na bolsa

3. Pressa. A pressa também é um sinal claro de falta de consideração com o candidato. Embora o dia de um recrutador seja cheio de afazeres, os candidatos também têm compromissos a cumprir e ainda assim reservaram um tempo do seu dia para estarem ali. Apressar as respostas ou encerrar uma entrevista no meio pode fazer um candidato desistir da oportunidade.

4. Falar demais. Candidatos que falam demais sobre si mesmos são considerados um problema. Porém, recrutadores que se comportam dessa maneira são ainda pior. Em uma entrevista de emprego o papel do entrevistador é ouvir e não falar sobre si mesmo. É preciso dar ao candidato a oportunidade de se apresentar e não falar sobre as suas conquistas e necessidades.

5. Falta de informações. Toda a entrevista se justifica por um objetivo: saber se aquele é o candidato ideal para uma vaga. Portanto, o mínimo que se espera de um recrutador é que ele conheça aquele cargo. Se a pessoa que conduz a entrevista não tem informações suficientes sobre o cargo, dificilmente poderá apontar um candidato como a escolha certa. Isso mostra despreparo por parte do recrutador e faz com que o candidato se sinta inseguro sobre a oportunidade.

6. Não tomar notas. O candidato sabe que não é a única opção para aquela vaga. Por isso, ele estará esperando que um recrutador tome notas sobre ele, de maneira a se recordar dos traços mais marcantes. Se um candidato não vê o recrutador anotar suas informações ele sai da entrevista com a sensação de que não tem chances para aquela vaga.

7. Complicar o processo de entrevista. Embora seja profissional e deva ser tratada com formalidade, a entrevista de emprego é o momento de conversar com o candidato e entender de que maneira ele se adequa ao cargo disponível. Tornar o processo complexo demais vai acabar desmotivando o profissional, fazendo com que ele desista.

Veja mais matérias de Carreiras no Universia.

PUBLICIDADE