Vantagens de fazer faculdade depois de entrar no mercado de trabalho

Segundo consultor, pessoas que já estão trabalhando "saem na frente", porque possuem experiência

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Algumas pessoas começam a trabalhar mesmo sem passar por um curso de graduação. Quando decidem entrar na faculdade, estes profissionais já “saem na frente”, de acordo com o diretor do Grupo Catho, Constantino Cavalheiro.

“Essa pessoa tem mais experiência e, por isso, pode ter até mais facilidade do que quem nunca trabalhou, porque pode já ter vivenciado o que está aprendendo. Ela tem mais maturidade”, disse.

Faculdade em qualquer época

Ainda de acordo com o diretor, fazer faculdade é importante em qualquer época da vida, já que aprendizado nunca é demais. Ele ainda afirmou que a graduação pode ser um diferencial para se ter uma promoção ou ascender profissionalmente.

Aprenda a investir na bolsa

Mas a pessoa deve atentar a seus objetivos profissionais antes de decidir por realizar a graduação. “Na verdade, não vejo pontos negativos em uma pessoa fazer faculdade depois de entrar no mercado de trabalho, desde que esteja coerente com o que a pessoa faz ou deseja fazer”.

Idade não é problema

De acordo com o diretor, quem tem mais idade é mais respeitado nos bancos universitários. Cavalheiro explicou que estas pessoas acabam por servir de exemplo de que nunca se deve parar de estudar.

Com relação ao mercado de trabalho, ele disse que os profissionais não vêem problema em quem ingressa na faculdade com idade mais avançada. “As pessoas não querem saber quando você aprendeu, mas se tem aquela formação exigida ou não”.

Desafios

Dentre os obstáculos em ingressar na faculdade depois de já ter entrado no mercado de trabalho, está o tempo ou a conciliação entre vida pessoal, profissional e acadêmica. “Para isso, existem as graduações on-line, que já têm crescido no país”, disse.

Outro fator importante a ser pensado é o vestibular. Neste caso, o diretor disse que as pessoas terão de concorrer com quem já está em ritmo de estudo, por isso devem procurar cursos pré-vestibulares, se tiverem condições financeiras, ou estudarem em casa, depois de buscarem bibliografias mais recentes.