Vale mais a pena fazer mestrado ou seguir até o doutorado?

São comuns dúvidas como: estudar até quando? Que garantias terei seguindo até o doutorado? Confira algumas dicas

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Imagine a cena: após a faculdade, você pensa em fazer uma pós-graduação. Porém, sempre teve certo interesse em lecionar: será o mestrado a melhor alternativa? Mas, e depois, serei obrigado a fazer doutorado? Qual o melhor caminho a seguir?

Você pode achar muito cedo para pensar nisso. Afinal, mal entrou na faculdade e está começando a desenhar sua carreira agora. Saiba que é muito interessante poder imaginar esta realidade e planejar a estruturação deste objetivo. Veja o que deve ser levado em consideração, na hora de decidir.

Verifique em que ponto está sua carreira

A situação, claramente, é a seguinte: de nada adianta você “mergulhar” em um curso após o outro, se não estiver empregado ou, pelo menos, com a perspectiva de uma colocação no mercado de trabalho. É claro que se deve investir no currículo, mas não é nada produtivo, porém, criar o hábito de se viver exclusivamente para estudar. Isto está praticamente fora da nossa realidade!

Aprenda a investir na bolsa

Lembre-se que o importante, em qualquer carreira, é o conhecimento prático, ou seja, o dia a dia exercendo o que você aprendeu nas carteiras da faculdade.

O que a empresa espera de você?

Imagine ainda uma outra situação: se o local onde você trabalha, seja empresa ou faculdade, tem lhe oferecido boas perspectivas, esta é a hora de apostar no futuro. Afinal, o doutorado lhe dará a oportunidade de fechar com chave de ouro o seu ciclo de estudos. Portanto, não desperdice a chance que pode não bater à sua porta duas vezes!

Aproveitando, verifique a possibilidade de receber um apoio financeiro para a realização desta etapa. Afinal, ambos serão beneficiados pelos conhecimentos adquiridos, então você não precisa arcar com tudo sozinho.

Sua família o apóia?

Este é um aspecto bastante importante. Como seus familiares, aqueles que convivem diretamente com você, ou pelo menos sonham em tê-lo mais próximo, encaram sua decisão?

É muito importante contar com o apoio de quem amamos em um momento como este. Afinal, são mais alguns anos de dedicação, abdicando de alguns momentos de lazer, noites de sono e certas economias.

Qual o seu momento?

Você está pronto para encarar este desafio? Suas energias estão em dia para mais estudos? Consegue encaixar em sua rotina, e em seu orçamento, mais este passo?

PUBLICIDADE

Caso tenha respondido positivamente a todos estes itens, não há nem o que pensar: siga em frente! Caso tenha ficado com alguma dúvida, pense mais um pouco e só depois decida a respeito. Evite a precipitação!

Sabe a diferença?

Uma questão importante: você sabe qual a finalidade de um doutorado? O que ele poderá acrescentar em sua carreira?

O mestrado prepara o pesquisador, ou seja, fornece as bases para quem quer seguir a carreira. É capacitado a dar aula em universidades, mas é considerado como “no início de carreira acadêmica”. O curso tem duração aproximada de dois anos e um custo médio de R$ 25 mil.

Já o doutorado possibilita ao profissional que evolua em suas pesquisas e cresça em sua carreira acadêmica, adquirindo autonomia, por exemplo, para publicar pesquisas elaboradas. A duração neste caso é de quatro anos e o custo dobra: R$ 50 mil, em média.

Vale lembrar que o caminho natural para quem opta pela área de docência e pesquisa é: graduação, mestrado e, só então, doutorado. Há casos especiais em que o profissional parte direto da faculdade para o doutorado, mas para isso há uma análise minuciosa de currículo que justifique esta medida.

Sabe-se que o caminho não é curto e muito menos fácil. Mas você deve levar em conta suas ambições e a necessidade hoje, diante de um mercado tão competitivo, de se manter apto para participar desta concorrência. Preparado para seguir em frente? Planeje seu futuro e boa sorte!!