Universitário tem a chance de compreender realidade do mercado

No programa, estudante passa por estágios em quatro empresas associadas, permanecendo um mês em cada uma delas

SÃO PAULO – Jovens universitários e recém-formados têm agora uma chance de vivenciar a realidade da área de atuação que escolheram, evitando o arrependimento tardio. Trata-se de um programa inédito no Brasil, oferecido pela TGR (Talento Gerando Resultados).

O programa Vivências Empresariais consiste em orientação profissional; capacitação, por meio de dinâmicas em grupo; reuniões para debate, que visam à troca de experiências; vivência profissional; e acompanhamento individual com ênfase no feedback.

Etapas

A diretora da TGR, Eliane Sarcinella, explica que as dinâmicas em grupo fazem parte das palestras. O intuito é que todos assimilem os conhecimentos, o que não é possível por meio da simples explanação. Elas propiciam o entendimento de pontos fundamentais do trabalho em equipe, da organização, da comunicação e da ética. O participante é avaliado e advertido sobre como melhorar.

PUBLICIDADE

As vivências são realizadas da seguinte maneira: o estudante passa por estágios em quatro empresas associadas, permanecendo um mês em cada uma delas. Há companhias de grande porte, multinacionais e pequenas. “Isso permite que ele perceba as diferenças e defina perfil de empresa em que não gostaria de trabalhar”, explica a diretora.

“Com o conhecimento da realidade do mercado, o participante pode decidir se fez a escolha certa quanto ao curso ou o segmento escolhido para a carreira, o que evita o arrependimento tardio. Além disso, durante o programa, ajudamos o jovem a descobrir suas aptidões e talentos”.

Já nas reuniões de debate, há uma troca de experiências entre os estudantes, que contam aos colegas suas experiências, más ou boas, e o que aprenderam. As vantagens do programa, na opinião de Eliane, é que as empresas estão pedindo estagiários com experiência, por isso ninguém dá a primeira oportunidade. Com o Vivências Empresariais, o universitário terá aprendido mais sobre sua área em quatro empresas diferentes.

Depoimento de quem participou

Fernanda Barroso, 24 anos, já participou do programa. Formada em biomedicina, ela notou logo que fez os primeiros estágios, que não gostava da atividade escolhida para a carreira. Por isso, ela decidiu trabalhar com eventos, e acabou gostando bastante desse outro ramo.

Quando percebeu, estava perdida sem saber o que fazer. Seu pai recomendou que terminasse a faculdade, uma vez que faltava apenas um ano. Ela terminou, mas depois resolveu participar do programa oferecido pela TGR. “Eu não sabia o que queria, se deveria fazer outra faculdade ou trabalhar com eventos”, conta.

A experiência foi positiva. Hoje, Fernanda desenvolve projetos específicos na área de eventos, realizando, entre outras atividades, a capacitação e a seleção de staff para eventos. A jovem revela que o principal ganho com o programa foi que ela conseguiu fazer um planejamento, não apenas profissional, como também de vida, passou a ter objetivos e administrar com eficácia seu tempo.

A única desvantagem que aponta é que como o participante passa apenas um mês em cada empresa, ele precisa se despedir de pessoas com as quais acaba criando um vínculo. “Por outro lado, isso favorece o networking”, admite.