Vai participar?

Trainee: recrutadores vão exigir 4 novas tendências no processo seletivo; confira

A consultora e gerente executiva da Page Talent, Manoela Costa, conta quais são

Candidatos para vaga de emprego com currículos nas mãos
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Diversas empresas brasileiras, incluindo a gigante Ambev, estão com programas de trainee abertos com remunerações que pagam quase R$ 6 mil reais. Conseguir passar por todo o processo seletivo até a aprovação, entretanto, não é tão simples quanto parece.

De acordo com Manuela Costa, gerente executiva da Page Talent e consultora de carreiras, os programas de trainee devem cobrar quatro novas capacidades que são tendência: que o candidato seja mais sênior, habilidades específicas, processos dinâmicos e apresentações tecnológicas.

“Temos observado que as empresas buscam profissionais com mais expertise e conhecimento específico. Em tempos de dificuldades e incertezas, é importante recrutar pessoas que possam lidar com situações adversas e ter a habilidade necessária em assuntos mais técnicos. Outra preocupação dessas companhias é como atrair, engajar e recrutar esse trainee. Para fazer isso de forma mais assertiva, temos criado soluções inovadores nessas etapas e que ajudam a encontrar os melhores candidatos para as empresas”, conta Manoela.

PUBLICIDADE

Confira no que consiste cada uma dessas habilidades e como adquiri-las:

Candidato sênior
“O cenário mudou um pouco. Antes os jovens dominavam esse tipo de vaga. Agora as companhias querem pessoas com poder de análise e resolução. A experiência conta muito agora”, disse a consultora. Por isso, as empresas tendem a preferir os candidatos mais experientes e que consigam enfrentar situações adversas. Não existe espaço para amadorismo.

Habilidades em segmentos específicos
Para que o candidato tenha chances de ser aprovado no programa de trainee, ele deve ter conhecimentos e habilidades de uma área específica. 

“Essa habilidade é um diferencial hoje em dia. A pessoa que já tem conhecimento e experiência em um setor, é avaliada de outra forma. Ter o domínio de um mercado ajuda na hora em que esse profissional começar a lidar com as rotinas e especificidades da companhia em que irá atuar”, disse Manoela.

Processos dinâmicos
As etapas do processo seletivo deste ano devem ser um pouco diferente das aplicadas nos anos anteriores. 

Segundo Manoela, isso acontece pelo fato de os programas terem muitos candidatos e pessoas interessadas, muito mais do que as que de fato serão contratadas. “Estamos transformando o processo seletivo em uma grande oportunidade de aprendizagem, onde mesmo aqueles que não são aprovados saem com a “mochila” mais carregada”, disse. 

PUBLICIDADE

Uso de tecnologia
Novas tecnologias que permitem o contato entre recrutador e candidato devem ser utilizadas neste ano, como vídeo-selfie, palestras online e cyber-calls. Manoela acrescentou que é possível que até as redes sociais sejam utilizadas.

SÃO PAULO – Diversas empresas brasileiras, incluindo a gigante Ambev, estão com programas de trainee abertos com remunerações que pagam quase R$ 6 mil reais. Conseguir passar por todo o processo seletivo até a aprovação, entretanto, não é tão simples quanto parece.

De acordo com Manuela Costa, gerente executiva da Page Talent e consultora de carreiras, os programas de trainee devem cobrar quatro novas capacidades que são tendência nos programas: que o candidato seja mais sênior, habilidades específicas, processos dinâmicos e apresentações tecnológicas.

“Temos observado que as empresas buscam profissionais com mais expertise e conhecimento específico. Em tempos de dificuldades e incertezas, é importante recrutar pessoas que possam lidar com situações adversas e ter a habilidade necessária em assuntos mais técnicos. Outra preocupação dessas companhias é como atrair, engajar e recrutar esse trainee. Para fazer isso de forma mais assertiva, temos criado soluções inovadores nessas etapas e que ajudam a encontrar os melhores candidatos para as empresas”, conta Manoela.  

Confira no que consiste cada uma dessas habilidades e como adquiri-las:

SÃO PAULO – Diversas empresas brasileiras, incluindo a gigante Ambev, estão com programas de trainee abertos com remunerações que pagam quase R$ 6 mil reais. Conseguir passar por todo o processo seletivo até a aprovação, entretanto, não é tão simples quanto parece.

De acordo com Manuela Costa, gerente executiva da Page Talent e consultora de carreiras, os programas de trainee devem cobrar quatro novas capacidades que são tendência nos programas: que o candidato seja mais sênior, habilidades específicas, processos dinâmicos e apresentações tecnológicas.

“Temos observado que as empresas buscam profissionais com mais expertise e conhecimento específico. Em tempos de dificuldades e incertezas, é importante recrutar pessoas que possam lidar com situações adversas e ter a habilidade necessária em assuntos mais técnicos. Outra preocupação dessas companhias é como atrair, engajar e recrutar esse trainee. Para fazer isso de forma mais assertiva, temos criado soluções inovadores nessas etapas e que ajudam a encontrar os melhores candidatos para as empresas”, conta Manoela.

Confira no que consiste cada uma dessas habilidades e como adquiri-las: