Trabalho de formiguinha: coach diz que ascensão profissional exige paciência

Consolidação da carreira ocorre entre os 30 e os 40 anos, mas, entre os 20 e os 30, não se deve ficar parado

SÃO PAULO – Quantas vezes já ouvimos dizer que as coisas não caem do céu? Por mais negativa que possa parecer a frase – pois nos faz lembrar que, para atingir nossos objetivos, temos que nos esforçar muito – é a mais pura verdade, pelo menos quando o assunto é carreira.

“Algumas pessoas têm uma ascensão profissionais meteórica, mas o fato é que o período de consolidação de carreira costuma ocorrer quando a pessoa tem entre 30 e 40 anos de idade”, explica o coach Ricardo Melo.

“Nessa fase da vida, somos mais respeitados profissionalmente e temos mais maturidade para gerenciar uma equipe, por exemplo. Uma coisa é liderar com base na teoria, nos livros que leu e nas palestras que assistiu. Outra é liderar com base na própria vivência”, afirma.

Pressa

Muitas vezes, os profissionais têm pressa em atingir o sucesso na carreira e se precipitam. Pedem demissão da empresa para a qual trabalham, no lugar de esperar o crescimento profissional, na esperança de que, em outro emprego, terão mais chances de ascensão.

Isso ocorre principalmente com os mais jovens, que, de maneira geral, não toleram bem as rotinas e estão sempre em busca de novos desafios. É verdade que, em grande medida, a culpa disso é do departamento de Recursos Humanos das empresas, que não retém seus talentos com criatividade. “Mas quem não tem paciência pode perder muito”, avisa o coach.

Explica-se: pulando de empresa em empresa, permanecendo pouco tempo nos empregos, não se adquire experiência. “Além disso, o profissional pode queimar seu filme no mercado, ficando mal-visto na empresa de onde saiu e em outras”.

Para crescer, é necessário se preparar

Se, dentro das estatísticas, a consolidação da carreira ocorre entre os 30 e os 40 anos, entre os 20 e os 30, o profissional não deve ficar parado. Ele deve se preparar para esta fase de “sedimentação”, nas palavras de Melo. “Muitos profissionais passam anos estagnados, porque, quando chega o momento da consolidação, não estão preparados”.

A dica é: estude, aposte em seu aprimoramento profissional desde cedo e converse sempre que puder com profissionais que ocupam cargos de liderança, ainda que não enxergue uma chance de progresso na carreira no curto prazo ou não tenha nenhuma esperança de crescer. “A sorte é a soma do preparo com a oportunidade”, lembra o especialista.