Trabalho: consultor mostra quatro formas de homens e mulheres se relacionarem

Segundo consultor sênior do Instituto MVC, formas são identificadas em diferentes empresas e organizações

SÃO PAULO – De acordo com o consultor sênior do Instituto MVC, Américo Marques Ferreira, existem quatro formas, também chamadas de modelos, de mulheres e homens se relacionarem no mercado de trabalho, os quais são identificados em diferentes empresas e organizações.

A primeira delas é a forma de dependência, em que as mulheres desempenham papéis subalternos e, em decorrência disso, elas se mostram mais simpáticas, modestas e vulneráveis.

As demais

Outra forma é a de co-dependência, que se baseia em ideias do tipo: homens só podem tomar decisões racionais e as mulheres podem exercitar a intuição, também chamada de sexto sentido. Para o consultor, o tipo de modelo empobrece a ambos.

PUBLICIDADE

A terceira forma é a de independência, caracterizada pela competição entre ambos os sexos, com consequências danosas para os lados. “Nesse modelo, para desempenhar funções de liderança, a mulher precisa provar que é dez vezes melhor do que o homem nas mesmas condições”. Um exemplo seriam as executivas que imitam hábitos e comportamentos dos homens para se sobressaírem em culturas machistas.

Por último, existe a quarta forma, que é de interdependência, na qual há relacionamento sinérgico entre homens e mulheres. Eles desempenham papéis complementares, respeitando as particularidades. Há igualdade de condições e oportunidades.

Transições

De acordo com Ferreira, as formas de relacionamento não se tratam de uma evolução, o que significa que as mulheres não passam necessariamente por cada uma delas.

“Assim, pode-se iniciar uma carreira em qualquer um dos quatro modelos. Existem mulheres que exercem suas funções em um único modelo ao longo de toda a carreira. Outras podem desempenhar suas funções migrando de um modelo para o outro. E também há mulheres que jamais experimentarão o relacionamento característico de determinado modelo”, explicou.