Trabalhar no exterior: quando é o momento certo para voltar ao Brasil?

Planeje o seu retorno com calma, estabeleça objetivos do que pretende fazer no Brasil e avalie suas possibilidades

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Uma das opções de quem precisa juntar uma boa soma de dinheiro para realizar seus projetos e sonhos, como abrir o próprio negócio ou terminar a faculdade, é trabalhar fora do país.

Estados Unidos, Canadá, países da Europa, Japão. O leque de países é grande. Alguns têm maior resistência para receber imigrantes em busca de trabalho, enquanto outros abrem suas portas para os interessados em oferecer sua mão de obra.

Sendo assim, é grande o número de brasileiros que seguem por esse rumo e vai ao exterior trabalhar. Porém uma questão às vezes fica pendente: quando é o momento certo de voltar? Se esse é o seu caso, na hora de fazer a decisão, existem alguns pontos bastante importantes a serem levados em conta, para garantir que você faça a escolha mais acertada.

O que considerar?

Aprenda a investir na bolsa

Aproveite a experiência para estudar e adquirir todo o conhecimento possível. Além de contribuir para sua vida pessoal, essa iniciativa enriquece seu currículo e abre portas, principalmente na hora de empreender.

A principal preocupação diz respeito aos planos. Para poder retornar à sua terra, o brasileiro que foi buscar capital fora do país precisa ter projetos definidos e bem traçados, sabendo se irá voltar para abrir um novo negócio ou trabalhar em alguma empresa, por exemplo.

Se a sua opção é retornar ao Brasil para trabalhar em alguma empresa, certifique-se de que a troca vale a pena, e de que se trata de uma companhia sólida e séria.
Por outro lado, se o sonho é voltar como um empreendedor, então é imprescindível ter um plano de negócio, com metas financeiras e estratégias. Saiba o quanto é preciso para realizar o projeto e persista até atingir a soma almejada.

Aproveite para aprender também todo o necessário para abrir e gerir sua empresa, e conte sempre com parceiros que possam dar suporte técnico e financeiro.

Será que seus planos ainda são válidos?

Planeje a sua volta com cuidado. Não tome sua decisão por impulso, o fato de estar descontente ou desmotivado onde se encontra não significa que na volta ao Brasil tudo será melhor. Provavelmente, não, sobretudo, se a decisão de voltar não for baseada em um plano claro, mas sim na emoção.

Vale lembrar que, dependendo do tempo de permanência no exterior, uma idéia que era válida na época em que se saiu pode não ser mais uma opção viável atualmente. Prepare-se para as dificuldades de adaptação: a realidade e condições de vida no Brasil são bastante distintas daquelas dos países desenvolvidos. É preciso estar preparado.

PUBLICIDADE

Porém, se a sua intenção é voltar, porque alcançou aquilo que queria quando estava no exterior, então não tenha consciência dessas diferenças e se prepare para elas. Não fique esperando mudanças que não devem acontecer no curto prazo.

Um último ponto diz respeito à sua família. Para quem tem filhos, o retorno pode ser mais difícil. Depois de muitos anos fora do Brasil, suas crianças já terão laços emocionais com o lugar em que vivem, e poderão ter problemas também de readaptação em território brasileiro. Esteja pronto para procurar ajuda profissional nesse caso.