Sucesso na carreira

Trabalhar em startups faz de você um dos profissionais mais desejados pelo mercado

Dinâmica de pequenas empresas desenvolve criatividade e proatividade

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Não é difícil ver jovens profissionais que sonham em trabalhar em grandes empresas já consolidadas no mercado. Porém, começar por um negócio menor pode abrir portas e garantir uma carreira de sucesso.

As startups oferecem um modelo de empresa que permite ao funcionário crescer rapidamente dentro de uma organização e ainda capacita profissionais que são procurados pela mercado, uma vez que o dinamismo, a flexibilidade e a hierarquia horizontal desses negócios exigem que seus profissionais desenvolvam habilidades requisitadas.

A startup Muccashop, maior shopping virtual do Brasil, fez uma pesquisa entre seus colaboradores para elencar as principais competências aprimoradas em seu ambiente. Veja:

PUBLICIDADE

1- Criatividade
Uma equipe que está sempre aberta a sugestões e ideias precisa de profissionais que deixam aflorar sua criatividade, como em brainstormings. “Não temos receio de expor nossas ideias, por mais malucas que elas sejam, ou de mostrar que estamos aprendendo”, comenta Rondi Oliveira, que atua há oito meses na área de marketing da startup.

2- Fazer de tudo um pouco
Com orçamento enxuto, uma startup geralmente tem restrições de recursos. Desta forma, um mesmo profissional executa várias tarefas e participa de todo o ciclo de produção. “Trabalhando no marketing, atuo desde a criação de campanhas até o relacionamento com clientes. Essa abrangência e o contato constante com outras áreas ampliam nossa visão sobre a empresa e nos dão agilidade”, afirma Bruna Ribeiro, integrante da equipe há mais de um ano.

3- Conectado a tendências
Startups são heavy users da internet para executar diversos trabalhos. Manter-se atualizado sobre as novas tecnologias e tendências do segmento de atuação da empresa, portanto, é essencial. O profissional precisa acompanhar o que está acontecendo em sua área e sempre buscar inovações.

4- Liderar por ideias
Na hierarquia horizontal de startups, quem manda são as boas ideias. Quem trabalha nesse modelo, portanto, aprende a argumentar, buscar embasamento e a aproveitar as sugestões dos colegas para incrementar a proposta ou projeto. “Os donos têm contato direto com os funcionários e estão sempre dispostos a escutar nossas opiniões”, relata a colaboradora Julyara Liz Schwiderski, da área comercial.