Trabalhadores temporários no Japão ganham apenas 60% do pago aos efetivos

Pesquisa do governo mostrou que fazer carreira dentro das firmas é um bom negócio no país, por causa das promoções e reajustes

SÃO PAULO – Uma pesquisa do Ministério da Saúde, do Trabalho e do Bem-estar mostrou que a diferença entre os salários de trabalhadores efetivos e temporários é bastante grande.

O estudo foi realizado em 2005, e envolveu 43 mil empresas com pelo menos dez funcionários. Foram comparados os salários de 860 mil empregados para chegar aos resultados.

Segundo o levantamento, no período, a média da remuneração de temporários ficou em ¥ 191,4 mil, o que corresponde a 60% da média de salário dos funcionários contratados, que ficou em ¥ 318 mil.

Quanto mais tempo, mais benefícios

PUBLICIDADE

O ministério alegou que a grande lacuna entre os dois níveis de remuneração se deve ao fato de que os empregados efetivos vão, ao longo dos anos na empresa, subindo de cargo e acumulando aumento de salários e bonificações.

Isso se mostra evidente na comparação entre os pagamentos dos mais velhos. Para trabalhadores na faixa etária dos 50 e poucos anos, do sexo masculino, o salário dos temporários corresponde a 54% do pago aos contratados.

Entre as mulheres, as efetivas na faixa dos 40 anos ganham cerca de ¥ 247 mil, enquanto as temporárias mais novas, nos seus 30 e poucos anos, recebem ¥ 187 mil, em média.