Trabalhadores do setor aéreo entrarão em greve no próximo dia 22

Os trabalhadores buscam reajuste no piso salarial de 14%; Sindicato das Empresas Aeroviárias propõe 3% de reajuste

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os trabalhadores do setor aéreo entrarão greve no próximo dia 22 de dezembro. Durante as assembleias realizadas, os aeronautas e aeroviários aprovaram o indicativo de greve da categoria.

Segundo a Fentac (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil), os trabalhadores defendem 10% de aumento salarial e 14% de aumento sobre os pisos. Em tentativa de avanço nas negociações a categoria chegou a reduzir a porcentagem do aumento, que antes eram de 13% e 20% respectivamente.

O que diz o Snea
Por meio de assessoria de imprensa, o Snea (Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias) informou que não foi notificado da greve e está aguardando as reuniões que foram marcadas para as próximas quinta-feira (14) e sexta-feira (15), e que também estão abertos para o diálogo.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo o sindicato, as empresas preveem prejuízos para o fim do ano e, por isso, mantêm a proposta de reajuste de 3%. O sindicato também lembrou que, nos últimos seis anos, foi concedido aumento real de quase 9% aos trabalhadores da classe.

Já os trabalhadores se recusaram a receber um reajuste menor que a inflação. “Não podemos aceitar reajuste menor que a inflação, porque isso significaria que os trabalhadores ganhariam menos em 2012 do que recebem hoje. Também não abrimos mão do aumento real dos salários. As empresas aumentaram as passagens em cerca de 56% nos últimos meses e o que estamos reivindicando é menos de 3% desse aumento nas tarifas”, argumentou o presidente da Fentac/CUT e do Sindicato dos Aeroviários, Celso Klafke.

A Fentac também informou que continua aberta a novas propostas e que, caso as negociações avancem antes do dia 22, as categorias realizarão novas assembleias para avaliá-las.