Será?

Trabalhadores da Av. Paulista pedem folga por previsão de acidente de avião

A queda teria sido prevista pelo vidente Juscelino Nóbrega da Luz, que ganhou fama nos últimos meses após afirmar que havia previsto a morte de Eduardo Campos

SÃO PAULO – Alguns trabalhadores supersticiosos da Avenida Paulista não vão ao trabalho na próxima quarta-feira (26). Motivo? A suposta queda de um avião da TAM na região, próximo da Alameda Campinas – o “centro” da Avenida. 

A queda teria sido prevista pelo vidente Juscelino Nóbrega da Luz, que ganhou fama nos últimos meses após afirmar que havia previsto a morte de Eduardo Campos e registrado uma carta de aviso em cartório. Nóbrega fez o mesmo procedimento para a queda de um avião, por volta das 08h30 (horário de Brasília), com problemas na turbina fazendo o cair após decolar em Congonhas com destino para Brasília. 

O problema é que a previsão ganhou força nas redes sociais e deve mesmo abalar o funcionamento do comércio na região. Muitos funcionários pediram folga e outros afirmaram que simplesmente não irão para o trabalho. A previsão chegou na TAM, que mudou o número do suposto voo que terá problemas, apenas para o dia 26. A empresa chegou a emitir comunicado avisando que considerou o alerta. 

PUBLICIDADE

Erros?
Embora Nóbrega alegue ter uma série de previsões realizadas, como a morte de Eduardo Campos, queda das Torres Gêmeas e outros, muitos apontam para uma suposta charlatanice do vidente. Na carta para Campos, supostamente enviada em 2005, Nóbrega o chama de “governador” – embora na época ele fosse Ministro. 

Com isso, não faltam críticas para quem não acredita no vidente. A primeira crítica se dá em como um avião estaria na Avenida Paulista: a região não é rota de nenhum avião, sobretudo com destino em Brasília – como a Aeronáutica declarou para acalmar ânimos em relação ao provável ocorrido.

Não quer dizer que São Paulo está livre de acidentes, que inclusive já ocorreram no passado – como quando um avião perdeu uma porta logo após decolar de Congonhas. Ter um aeroporto de grande movimentação no meio da cidade faz com que muitos aviões cruzem a cidade o tempo todo em baixa altitude. E uma das rotas possíveis é a Avenida Brigadeiro Faria Lima – principal centro financeiro do país.