Trabalhador: saiba como economizar com transporte

Nada de vergonha para propor caronas e rodízios de carro. Contudo, espere um momento de convivência para isso, já que, no início, você é um estranho

SÃO PAULO – Quem trabalha nas grandes cidades sabe que a locomoção pode ser um dos maiores vilões do orçamento doméstico.

Para quem não conta com o apoio da empresa, estes gastos, que podem parecer pequenos de início, acabam por abocanhar grande parte do salário no final do mês. Mas, fique calmo! Existem alternativas para você não deixar de honrar seus compromissos e ainda economizar com o transporte.

Carona no trabalho

Fazer amizades é relevante neste momento. Não deixe de economizar porque tem vergonha de propor carona ou, então, de pedi-la para quem conhece pouco. Além da oportunidade para um bom relacionamento no trabalho, os gastos diminuem quando se dividem as despesas.

PUBLICIDADE

Pense em quais são os gastos com seu carro: gasolina e estacionamento. Divida as idas e voltas ao trabalho com alguém que more perto da sua casa. Os carros podem ser revezados nos dias da semana, ou você simplesmente cobra um valor para levar e buscar os companheiros.

Mas espere um momento de convivência para propor, afinal, no início, você é apenas mais um estranho para o colega. Além disso, depois de conseguir a carona, nada de conversar de conflitos de trabalho no carro. Prefira conhecer melhor a pessoa para saber lidar de maneira correta com ela nas atividades corporativas.

Fretados

Com a adesão ao fretado, o funcionário paga um valor fixo e não precisa se preocupar com a gasolina, estacionamento ou com os gastos imprevistos com o carro particular, o qual pode ser usado apenas nos finais de semana.

Além de comodidade, conforto e pontualidade, o serviço possibilita aos usuários o alívio no estresse diário com o trânsito. Compare se gastaria menos com o serviço de fretamento do que se fosse de carro ao trabalho.

O fretado é ainda alternativa para quem quer trabalhar em outra cidade. Em vez de ter de acordar cedinho e pegar estrada, contrate alguém que faça isso para você. Nesse caso, ainda economiza-se com o pedágio.

Vá a pé ou de bicicleta

Para quem não está na melhor forma física, esta dica pode ser a mais relevante. Andar de bicicleta ou a pé é um ótimo exercício físico. Disso muitas pessoas já sabem, mas a maioria delas não coloca em prática.

É comum achar mais prático e rápido apenas entrar no carro, ligá-lo e dirigir ao trabalho. Entretanto, as vantagens de andar a pé ou de bicicleta são enormes, não somente para você, mas para o meio ambiente – já que não polui – e para o seu bolso.

A quantidade de gasolina gasta em trajetos pequenos quase não é percebida, mas existe, principalmente se é percorrido todos os dias, como para ir ao trabalho.