Trabalha demais e produz pouco? Você pode estar com hiperatividade induzida

Produtividade diminui porque muitos funcionários apresentam déficit de atenção provocado pela tecnologia da comunicação

SÃO PAULO – Se quanto mais você trabalha, menor é a sua produtividade, talvez o diagnóstico para o seu problema seja bem “simples”: hiperatividade induzida.

Esta é a definição de psicólogos para funcionários com sintomas de hiperatividade, mas que não possuem o problema congênito. O rendimento diminui porque essas pessoas apresentam déficit de atenção provocado por um fenômeno bem contemporâneo, a tecnologia da comunicação.

Produtividade em baixa

As pessoas chegam ao escritório e se deslumbram com a possibilidade de responder a um e-mail enquanto falam ao celular; ou de buscar uma informação na internet enquanto conversam com o colega. Elas acreditam que estão aumentando sua produtividade, quando, na maioria das vezes, o trabalho piora.

PUBLICIDADE

Com os resultados despencando, algumas pessoas pensam que remédios para a hiperatividade resolvem o problema, quando medidas muito simples seriam suficientes.

Internet vigiada

O uso da internet exige certa disciplina. Segundo um estudo da Universidade da Califórnia em Irvine, os executivos não conseguem se concentrar no trabalho por mais de onze minutos porque acabam interrompidos por um e-mail, colega ou telefonema.

Colocar um cronômetro ao lado do computador para limitar o tempo despendido na rede pode ajudar. Já os e-mails pessoais não devem ser respondidos durante o trabalho, mas em casa.

Outra dica é dividir uma tarefa longa em metas pontuais para ajudar a se organizar. Os especialistas também aconselham a não perder muito tempo em atividades desagradáveis ou difíceis de aprender e a reservar o melhor tempo para as atividades e pessoas que realmente importam.