Mercado de trabalho

TNT Express vai cortar 4.000 empregos, a maior parte na Europa

Os cortes, que equivalem a 6 por cento do quadro de funcionários, têm por objetivo economizar 220 milhões de euros

arrow_forwardMais sobre

AMSTERDÃ, 25 Mar (Reuters) – A empresa holandesa de entregas TNT Express vai eliminar 4.000 empregos, com foco na Europa, após a tentativa de aquisição pela United Parcel Service, por 7 bilhões de dólares, ter fracassado.

A companhia, que vem enfrentando excesso de capacidade e preços em queda, contava com a estratégia de que a UPS ajudaria a contornar os mercados mais desafiadores. Agora, a TNT tem de enfrentar o futuro sozinha.

Os cortes, que equivalem a 6 por cento do quadro de funcionários, têm por objetivo economizar 220 milhões de euros (286 milhões de dólares) até 2015, e vão resultar em um encargo de reestruturaçÃo de 150 milhões de euros.

PUBLICIDADE

Cerca de 70 por cento dos cortes ocorrerão na Europa, onde as condições econômicas estão mais difíceis e de onde a TNT origina a maior parte das vendas, afirmou o presidente-executivo interino, Bernard Bot.

Se a reestruturação der certo, a TNT deve ter margem de lucro operacional ajustada ao redor de 8 por cento, com crescimento de vendas perto de 2 por cento até 2015.

(Por Anthony Deutsch)