Ter uma casa digital está mais difícil: brasileiro necessita de 10,08 salários

Dado considera o salário médio de R$ 1.312. O custo total de R$ 13.224 é o maior da América Latina

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Montar uma casa com equipamentos de tecnologia está cada vez mais difícil no Brasil. Segundo levantamento da Marco Consultora, o número de salários que o consumidor brasileiro necessita para montar essa residência aumentou de 9,5 em novembro de 2008, para 10,08 em agosto deste ano.

O estudo considera o salário médio do País, de R$ 1.312 de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), e uma cesta básica composta por produtos de imagem, áudio e vídeo, comunicação e entretenimento, como televisão, smartphone e home theater.

No total, o consumidor necessita de R$ 13.224,96 para ter todos os produtos considerados, o maior valor registrado entre os quatro países latino-americanos analisados (Argentina, México e Chile, além do Brasil).

Poder aquisitivo e tecnologia

Aprenda a investir na bolsa

De acordo com a consultoria, ter uma casa digital está mais difícil porque o poder aquisitivo dos consumidores não se desenvolve na mesma rapidez que a inovação tecnológica. A cada nova edição do estudo, é necessário incorporar novos produtos. Dessa vez, foi incluído o netbook.

“Nenhum produto teve aumento substancial de preço. A maior parte dos produtos pesquisados anteriormente ficou mais acessível. Entretanto, o número de salários para adquirir a cesta de produtos que satisfaz todas as necessidades da vida digital em uma casa aumentou”, diz o gerente de Market & Business Intelligence da Marco Consultora, Henrique de Campos Jr.

“Esse aumento se justifica pela geração de novas necessidades. Nesta edição da pesquisa, foi incorporada a compra de um netbook para acompanhar os demais produtos e compor as necessidades de computação remota dos moradores da casa”, completa.

Os produtos que mais comprometem o salário do brasileiro são o televisor, o notebook, videogame, netbook, DVD e home theater.

América Latina

Considerando os outros países da América Latina analisados, todos, com exceção do México, registraram alta no número de salários necessários para montar a casa digital. Na Argentina, é necessário o maior número de salários: 16,4. Porém, considerando o salário médio do país vizinho, US$ 414, o custo total (US$ 6.788) ainda é menor que o registrado no Brasil.

Já no México, o número de salários necessários caiu de 9 para 8,7. Para comprar uma TV de 47 polegadas, um notebook, um netbook, câmera digital, smartphone, videogame, DVD com home theater e pagar serviço mensal de banda larga móvel ou 3G, os mexicanos necessitam de US$ 4.773, o menor valor da região.

PUBLICIDADE