Benefícios

Temer presta “esclarecimentos” sobre FGTS e nega notícias

Pessoas demitidas sem justa causa não perderão o direito de sacar o benefício

SÃO PAULO – O presidente Michel Temer disse hoje que, ao contrário do que foi noticiado na semana passada, pessoas demitidas sem justa causa não perderão o direito de sacar o do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A informação foi publicada nesta quarta-feira em vídeo oficial do Planalto.

“O fundo de garantia continuará exercendo o seu papel”, prometeu Temer. Além de citar a possibilidade de impedimento do saque, fontes disseram anteriormente à imprensa que o acesso ao seria dificultado de maneira que uma poupança de longo prazo melhorasse as contas públicas e que o FGTS passaria a garantir aposentadoria complementar para os trabalhadores do setor privado. 

Comentando os 50 anos de existência do benefício, completos nesta terça-feira, o peemedebista disse que os recursos obtidos através do mesmo continuarão sendo usados para a ampliação das obras de saneamento e de moradia.

PUBLICIDADE

“Serão aplicados mais de R$ 218 bilhões em habitação, saneamento básico e infraestrutura urbana”, disse Temer, acrescentando que 73% dos municípios brasileiros já tiveram obras financiadas pelo FGTS.