Tecnologia da Informação vai gerar 630 mil vagas na AL; destaque fica para o Brasil

País compreende 47% do total de vagas existentes na região, o que representa uma soma de 892 mil profissionais

SÃO PAULO – A América Latina deve gerar, entre os anos de 2006 e 2009, 630 mil vagas na área de Tecnologia da Informação. A perspectiva é da International Data Corporation (IDC), consultoria especializada do setor, após conclusão de estudo.

O resultado mostra uma tendência de crescimento sustentado da área na região, com destaque para o Brasil, que tem o maior número de profissionais atuando em TI.

Trabalhadores

“Ao todo são 892 mil trabalhadores, 47% do total de vagas existentes na AL”, afirmou a gerente de Consultoria da IDC, Alexandra Reis.

PUBLICIDADE

O México é o segundo em contratações (429,6 mil), seguido pela Argentina (179 mil). “Além disso, o Brasil será o país com maior projeção de crescimento, de 8,7%, ante estimativa de 6,3% do mercado mexicano”, acrescentou.

Gastos

Os gastos com TI na América Latina chegaram a US$ 28 bilhões em 2005, devendo superar US$ 39 bilhões – um crescimento de 8,9%.

Desse total, quase metade – 45% – foi aplicado no mercado brasileiro, somando US$ 2,55 bilhões. O País também deve contar com a maior taxa de ampliação, de 11,8%, para os próximos quatro anos.