Taxa de desemprego tem alta em março

Segundo dados divulgados pelo IBGE, nível de desocupação cresceu 0,5 ponto percentual frente a fevereiro de 2012; taxa foi de 6,2% no mês

SÃO PAULO – Em março, a taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do País cresceu 0,5 ponto percentual frente ao mês anterior, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

De acordo com dados da Pesquisa Mensal de Emprego, divulgada nesta quinta-feira (26), apesar de alta, a taxa de desemprego ficou em 6,2% no mês, frente a 5,7% registrado em fevereiro. Já na comparação com o mês de março do ano passado, a taxa permaneceu estável, visto que no mesmo mês do ano passado este percentual era  de 6,5%.

No que diz respeito à população desocupada, estimada em 1,5 milhão de pessoas no terceiro mês do ano, a mesma apresentou um crescimento de 8,8% no confronto com fevereiro de 2012. Já frente a março do ano passado, a estimativa permanceu estável.

PUBLICIDADE

Regiões
No terceiro mês do ano, frente ao mesmo período de 2011, verificou-se quedas em quatro das seis regiões analisadas, como mostra a tabela abaixo:

LocalMarço de 2011Março de 2012
Recife7,6%6,2%
Salvador10,5%8,1%
Belo Horizonte5,3%5,1%
Rio de Janeiro4,9%5,9%
São Paulo6,9%6,5%
Porto Alegre5,0%5,2%
Total6,5%6,2%

Ocupados
Em março, a população ocupada (22,6 milhões) apresentou alta de 1,6% frente ao mesmo mês de 2011 e estabilidade na comparação com o mês anterior.

Sobre o perfil dos contratados, a pesquisa indica que o contingente de trabalhadores com carteira assinada (11,1 milhões) não registrou variação na comparação com fevereiro deste ano e cresceu 3,7% no confronto anual, representando um adicional de 394 mil postos de trabalho formais.