Mercado de trabalho

Taxa de desemprego deve ficar em 5,2% em janeiro, diz indicador Catho-Fipe

Se confirmada, a taxa será a mais baixa de toda a série histórica para o primeiro mês do ano

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A taxa de desemprego calculada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) deve registrar 5,2% no primeiro mês de 2013, segundo o indicador Taxa de Desemprego Antecipada, divulgado nesta quinta-feira (31) pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) e a Catho, site de classificados de currículos e vagas de emprego.

Se confirmada, a taxa de janeiro será a mais baixa de toda a série histórica para o primeiro mês do ano. Em dezembro, o índice chegou a registrar 4,4% de desemprego.

Para calcular o indicador, a Fipe utilizou a base de dados da Catho de currículos, anúncios de vagas e de contratações e cruzou com informações obtidas por buscas no Google, por meio de palavras chave relacionadas a emprego, além de dados da própria série da PME (Pesquisa Mensal do Emprego) do IBGE.

Aprenda a investir na bolsa

Tradicionalmente, dezembro e janeiro sofrem grande influência de fatores sazonais, informou o estudo. No final do ano, muitos trabalhadores deixam o mercado de trabalho, causando redução na taxa de desemprego e aumento na relação de vagas por candidato. Em janeiro, porém, com a volta dos trabalhadores ao mercado, a taxa de desemprego volta a subir e a relação de vagas por candidatos normalmente cai, já que muitos novos trabalhadores passam a buscar um novo emprego.

Além da Taxa de Desemprego Antecipada, as instituições divulgam mais dois indicadores: o ICV (Índice Catho-Fipe de Vagas por Candidato) e o Índice Catho-Fipe de Salários Ofertados. Os três indicadores são lançados no último dia do mês, com os resultados do próprio período analisado.

Índice de Vagas por Candidato
O indicador faz uma relação entre oferta e demanda por trabalho, considerando apenas os novos cadastros de profissionais e os novos cadastros das vagas disponíveis no site da Catho. Em janeiro, a relação entre vagas e candidatos foi de 0,75. Ou seja, houve 3 novas vagas anunciadas para cada 4 novos candidatos que cadastraram seu currículo on-line.

O índice foi menor que o observado em dezembro de 2012, de 1,08. Porém, desconsiderando-se os efeitos sazonais, houve um aumento de 6,6% em relação ao mês anterior e de 15% em comparação a janeiro de 2012, quando a relação foi de 0,65.

Índice de Salários Ofertados
O último indicador apresentado acompanha a evolução dos salários oferecidos com a evolução dos salários efetivamente contratados de profissionais cadastrados no CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

Em janeiro, o índice mostrou aumento de 5,6% no salário médio ofertado em comparação a dezembro de 2012. Foi a maior alta mensal para meses de janeiro de toda a série: em 2012, aumento de 3,5%; em 2011, aumento de 0,2% e em 2010, aumento de 1,6%

PUBLICIDADE

Para compilar os dados, o índice pondera a base de 10 mil vagas cadastradas no site da Catho com as informações da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) e do Caged, de acordo com cada região e por ocupação.