AO VIVO Estrategista-chefe da XP mostra estratégia para quem deseja viver de renda

Estrategista-chefe da XP mostra estratégia para quem deseja viver de renda

Surge uma nova e rentável profissão: o blogueiro corporativo

Para ser um blogueiro de sucesso, é preciso "blogar" muito, escrever sobre o que gosta, no que acredita e conhecer o leitor

SÃO PAULO – “Há alguns anos, as empresas notaram que o blog era um canal de comunicação poderoso”, conta o vice-presidente da Adrenax, grupo que investe em projetos de internet, Gil Giardelli. De repente, as grandes corporações estavam contratando blogueiros.

Hoje, para se ter uma idéia de como a profissão cresceu, em um curto espaço de tempo, já existe um curso para blogueiros. “A profissão ainda não é regulamentada, mas o primeiro curso, que é oferecido pela JumpEducation (www.jumpeducation.com.br), já tem 70 inscritos”, comenta Giardelli, ao lembrar que se trata de uma fonte de renda para muitas pessoas.

“No exterior, os jornalistas estão se especializando em blog corporativo. Nos Estados Unidos e na Europa, esse movimento é muito forte. Um ex-economista do Banco Mundial conseguiu ganhar US$ 1 milhão com a publicidade em seu blog. Acho que o motivo para o sucesso é que os textos fogem da linguagem de jornal e, de alguma forma, transmitem mais sinceridade e transparência aos leitores.”

A blogueira bem-sucedida

PUBLICIDADE

Luciana Soldi Bullara garante que o blogueiro é bem-remunerado, principalmente por conta de seu perfil raro. “Por enquanto, as empresas terão dificuldade para encontrar um blogueiro. A pessoa ideal precisa conhecer o mundo dos blogs, já que um blog só cresce por meio da interação com outros blogs, saber escrever, conhecer a empresa com profundidade e ter um conhecimento técnico sobre a web”, diz.

“O blogueiro irá escrever sobre a marca, seus produtos e serviços, ele precisa estar inserido naquele universo para saber o que escrever, por isso não pode ser qualquer um. Por isso, acho que o mercado ainda não está preparado para essa revolução. As empresas não sabem como contratar ou remunerar o blogueiro, nem mesmo estabelecer objetivos e prazos”, acrescenta.

Ela é publicitária, gerente de contas da Realmedia Latin América e blogueira. Sempre gostou de mídias digitais. Sua história começou quando resolver ser consultora da Natura – como são denominadas as revendedoras dos produtos da marca. “Me aproximei do universo deles e dos valores da empresa. Fiquei com vontade de escrever sobre assuntos relacionados. Assim surgiu o blog Movimento Natura, no qual falo de sustentabilidade, responsabilidade social, beleza, mas longe dos estereótipos descritos nas tradicionais revistas femininas, saúde, etc”, conta.

“Em junho do ano passado, a Natura me ligou. A empresa havia contratado um consultor de internet argentino, que enxergou no meu blog um modelo que poderia dar certo para eles. Fui contratada e, em agosto, lançamos o blog da Campanha Chronos. Foi legal. A vida útil dele era definida, deveria acabar em novembro, mas eles estenderam até janeiro”, afirma.

Potencial

Para Luciana, os blogs têm um potencial enorme no sentido de atração de leitores, graças à personificação dos textos, que parece criar uma relação de transparência com o leitor, que pode deixar comentários. “A interação é maior, assim como a liberdade editorial, porque nos blogs não há textos, mas simples conversas.”

Gil Giardelli acredita que, para ser um blogueiro de sucesso, é preciso “blogar” muito, escrever sobre o que gosta, no que acredita, conhecer o leitor e a empresa. Mas alerta que a empresa precisa descobrir o blogueiro, por isso, recomenda que ele não saia por aí fazendo propostas. “Por ser algo novo, as empresas têm medo de perder o controle.”