Superando o desemprego: cresce participação de mulheres em franquias

Segundo pesquisa, alta foi de 50% nos últimos cinco anos. Com isso, participação delas no mercado chegou a 42%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Como alternativa para a competição acirrada no mercado de trabalho, muitas mulheres optam pelo empreendedorismo. Uma prova disso é a pesquisa realizada pela Rizzo Franchise, que mostrou que a participação das mulheres em franquias cresceu 50% nos últimos cinco anos.

Com isso, elas já representam 38% do total de empreendedores do Brasil. Além disso, os dados comprovam que elas têm participação de 42% do total de franqueados em todo o território nacional. Outro dado da pesquisa mostra que 36% dos novos negócios brasileiros são iniciativas de mulheres.

Negócios

A pesquisa ainda levantou dados sobre a relação dos franqueadores com franqueados. O principal resultado obtido foi que 73% deles afirmaram que as mulheres possuem um padrão operacional 45% superior aos homens.

Aprenda a investir na bolsa

Além disso, elas parecem ter mais sucesso nos negócios do que os profissionais do sexo masculino. O faturamento das lojas operadas por mulheres é 30% maior do que das lojas com um homem no comando.

Dicas para escolher a franquia

Para ser uma mulher de negócios com sucesso, veja algumas dicas abaixo:

  • Caso a rede escolhida já possua outros franqueados, converse com eles e veja se estão satisfeitos com o negócio;
  • Faça uma análise mais detalhada do franqueador: como ele conduz seu negócio, como trata seus funcionários, se foi bem-sucedido em negócios anteriores etc.;
  • Procure estudar as finanças da empresa franqueadora e/ou de uma franquia da rede já existente e veja se o desempenho alcançado por elas seria o mesmo no local onde você pretende instalar seu estabelecimento;
  • Caso você tenha escolhido uma rede que ainda não possui franquias, tente conhecer melhor sua estrutura operacional e investigue quem será responsável por ela;
  • Além disso, fique de olho: o ideal é que o empreendimento tenha pelo menos dois anos de vida e uma franquia-piloto para ser oferecida a possíveis franqueados;
  • PUBLICIDADE

  • Consulte, sempre que necessário, a Associação Brasileira de Franchising (www.portaldofranchising.com.br), pois as empresas associadas a ela estão de acordo com a legislação que rege a atividade.