Sua memória está deixando você na mão? Veja como contornar o problema!

Esquecimento, atribuído às vezes somente à idade, é resultado também do estresse diário; como driblá-lo na vida profissional?

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Você chega no escritório e alguém lhe cobra logo cedo por um relatório. Afinal, a reunião começará em dez minutos. Mas…que reunião? Pronto, sua memória lhe traiu novamente!

É claro que, dependendo da pessoa e da situação, o esquecimento pode ser atribuído à falta de planejamento ou, pior, de responsabilidade. Mas não dá para negar que diversos fatores podem levar um profissional a enfrentar problemas desagradáveis com sua memória: estresse e idade são os principais.

Dá para contornar!

Se isso vem acontecendo com você, o primeiro passo é observar o fato com naturalidade e boa dose de paciência. É possível contornar o problema com alguns truques, que poderão ajudá-lo bastante.

Aprenda a investir na bolsa

Encarar o estresse
é uma boa alternativa: quem sofre do mal precisa combatê-lo e quem não passa por isso precisa ficar de olho para evitá-lo.

Tem sido fácil sobreviver à correria, ao trânsito
e às horas excessivas de trabalho? Fique atento à sua qualidade de vida: pratique exercícios físicos, escolha um hobby, dedique tempo à sua vida pessoal, incluindo aí família, amigos e lazer (já que ninguém é de ferro). Isso sem falar na alimentação: além de ingerir produtos de qualidade, você precisa pensar no tempo que tem dedicado às refeições ultimamente.

Linha do tempo

Não dá para desligar a máquina do tempo, mas é possível contornar alguns efeitos, como a perda da memória. É fato que, com o avanço da idade, você perceba que sua memória “fotográfica” lhe traia nos momentos mais importantes. Sendo assim, opte pela precaução.

Dedique parte do seu tempo para planejar suas tarefas; desta forma você conseguirá conciliar necessidades pessoais e compromissos profissionais, sem sacrifício. Isso significa manter a agenda em dia!

Cultive o hábito de listar tarefas a serem desenvolvidas durante o dia. Não confie que lembrará de tudo durante uma reunião ou um almoço de negócios: anote os pontos principais, relacione as pendências. Isso facilitará o seu trabalho.

Para quem concilia casa e trabalho, a mesma medida vale para as reuniões escolares dos filhos, as consultas médicas e odontológicas marcadas ou a apresentação extra de ballet da sua sobrinha no fim de semana. Caso contrário, terá problemas também no terreno familiar!

Treine sua memória

PUBLICIDADE

Encarar os esquecimentos com naturalidade não significa ignorá-los. Você deve treinar sua memória, praticando-a sempre que possível. Manter a mente em atividade (claro, sem exageros) é uma ótima forma de preservá-la.

Opte por palavras cruzadas, leia e pesquise temas de seu interesse. O importante é não ficar parado!!

Vantagem feminina?

Dá para imaginar que as comprinhas no shopping podem garantir a memória sadia? Para dois cientistas norte-americanos, sim!

Guy McKhann, da Johns Hopkins University, e sua esposa Marilyn Albert, da Harvard Medical School, autores do livro “Keep your brain young” (em português: mantenha seu cérebro jovem), declaram que as mulheres não apenas vivem mais do que os homens como contam com memória melhor, favorecida…pelas “compras”!

O casal justifica: “andando pelo shopping, a pessoa tem oportunidade de se manter fisica e mentalmente ativa: caminha, compara preços, observa condições de pagamento e pondera antes de fazer sua escolha”.

Caso a caso

Vale aqui uma observação: aborda-se aqui a perda de memória corriqueira, e não aquelas mais graves, que podem sinalizar algum problema de saúde e merecem acompanhamento de especialistas. Fique de olho.