Nos EUA

Startup permite candidato “experimentar” emprego antes de aceitar proposta

Profissional pode trabalhar para a empresa por alguns dias antes de se decidir sobre a oportunidade

SÃO PAULO – Para a maioria dos profissionais, conseguir um emprego requer etapas tradicionais, como mandar currículo, fazer entrevista com o recrutador e aceitar ou não a oferta de emprego (se for selecionado entre tantos candidatos). Mas, uma startup americana chamada Group Talent pretende mudar a ordem deste processo.

Segundo o Business Insider, a plataforma de recrutamento permite que o candidato ao emprego e o empregador “experimentem” trabalhar juntos por alguns dias, antes do profissional aceitar a proposta.

Nesses dias, o profissional trabalha como freelancer (um emprego temporário) e recebe um salário semanal entre US$ 1.000 e US$ 3.000, sendo que em alguns casos, o salário pode chegar a US$ 7.000.

PUBLICIDADE

“Este processo é um pouco diferente do trabalho freelancer, pois as empresas que aderem estão em busca de um funcionário de longo prazo e não apenas uma pessoa para demandas específicas”, explica o fundador e CEO (Chief Executive Officer), Manuel Medina.

A empresa, com sede em Nova York e San Francisco, já acrescentou novos recursos para aprimorar a experiência de ambos interessados. Ela também já recebeu um aporte de US$ 1 milhão do fundo de investimentos TechStars e tem planos para abrir mais escritórios em Seattle, Boston, Austin, San Diego e Los Angeles.