SP: mercado de trabalho para executivos registra leve aquecimento em março

Segundo pesquisa, no terceiro mês do ano, houve abertura de 600 postos de trabalho para executivos de gerência e direção

SÃO PAULO – Um levantamento realizado pela Laerte Cordeiro Consultores em Recursos Humanos revelou que o mercado de trabalho para executivos em São Paulo apresentou leve crescimento em março, na comparação com o mês anterior.

No terceiro mês do ano, foram ofertados 600 postos de trabalho para estes executivos, contra 510 vagas em fevereiro, o que representa uma expansão de 17,65%. Já frente ao mesmo mês de 2011, houve uma queda de 6,25%.

“O mês de março ainda não trouxe maior recuperação da oferta de empregos para executivos em nível de gerência e direção, mostrando-se apenas um pouco melhor que fevereiro e somente alcançando os números de janeiro, que foram modestos”, afirmou a consultoria em nota.

PUBLICIDADE

Profissionais mais procurados
A área geral de Marketing/Vendas foi a que mais demandou executivos, sendo responsável por 52% do total. Segundo a pesquisa, isso indica que as empresas em geral passam por um momento de intensificar os esforços comerciais, visando “escapar de um certo marasmo do mercado comprador” ou por acreditar que será preciso estar preparadas para aproveitar um momento de desenvolvimento que o futuro trará.

Já as áreas de Produção/Técnica representaram 20% das vagas, seguidas por Serviços Internos (TI, Recursos Humanos e Jurídico), com 13%, Finanças/Controle, com 10%, e Gerência Geral, com 5%.

Por cargo, as maiores ofertas foram para diretores/gerentes de Vendas, Comerciais, de Produção, de Supply Chain/Logística, Administrativos e de Gerência Geral.

Setores
Entre os setores, a indústria foi a que mais contratou executivos, sendo responsável por 50% das ofertas. Em seguida, aparecem serviços (38%) e comércio (12%).

Entre os segmentos empresariais que mais recrutaram executivos, estão Produtos de Consumo de Massa, Petróleo e Petroquímica, Máquinas e Equipamentos, Hotéis e Comércio de Varejo.