Sistema de pontuação define salários diferentes entre os profissionais

No sistema de pontuação também é possível que a remuneração do profissional seja definida pelo peso do cargo para a empresa

SÃO PAULO – Em algumas empresas é possível que profissionais que ocupam o mesmo cargo tenham salários diferentes. Isso acontece porque o empregador utiliza o chamado sistema de pontuação, segundo explica o gerente da Área de Informações sobre Remuneração da consultoria Hay Group, Olavo Chiaradia.

O especialista afirma que neste sistema as empresas definem os fatores que serão analisados, como formação e experiência. “O fator tempo de casa pode ser um dos indicadores, associado a uma avaliação de desempenho diferenciam o salário entre dois profissionais”, exemplifica.

Segundo ele, as empresas consideram o desempenho do profissional, incluindo outros fatores, como proatividade e resultados apresentados, alinhado ao perfil dos funcionários.

PUBLICIDADE

Desta maneira, a empresa, matematicamente, define a pontuação do cargo, em que existe um valor mínimo e um máximo para a mesma função. Isso é positivo ao profissional porque ele sabe se seu desempenho for melhor ele poderá ter uma pontuação maior e, consequentemente, um salário maior.

Peso do cargo
No sistema de pontuação também é possível que a remuneração do profissional seja definida pelo peso do cargo para a empresa; considerando assim, a relevância que determinada função tem para o desempenho das atividades do negócio.

Por exemplo, um profissional que atua como help-desk dentro da empresa. Para uma indústria automotiva ele terá um peso, enquanto para uma instituição bancária ele pode ter outro.

“O sistema de pontuação reconhece o impacto de cada cargo. É vantajoso porque existe uma clareza”, explica. Em contrapartida, Chiaradia afirma que com a falta de profissionais qualificados, a empresa pode perder um grande profissional para o mercado, pois em seu sistema, aquele cargo não é tão beneficiado.