Seu negócio: dá para conciliar o trabalho com o negócio próprio?

Muitos trabalhadores vêem nessa idéia a possibilidade de realizar um sonho e de planejar com calma a indepedência

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Jornada dupla… Com certeza você já ouviu falar muito nesse tema. No entanto, a idéia aqui não é retratar o cotidiano de tantas mulheres, que trabalham fora e ainda arrumam tempo para conciliarem tarefas da casa, mas sim falar de trabalhadores em geral que, além de cumprirem a carga horária na empresa, ainda têm fôlego e disposição para tocar um negócio próprio.

Você já pensou nessa hipótese?

A idéia

Quem nunca se viu em frente ao computador, ou em outras funções do dia-a-dia, e se imaginou fazendo outra coisa? Isso não significa que você não goste do seu trabalho, mas sim que você também tem outros interesses e vontades.

Aprenda a investir na bolsa

Pois essas aspirações alheias à sua profissão podem render um bom negócio se você souber investir.

Iniciar um empreendimento por vocação, e não por necessidade, é meio caminho andado para o sucesso. E se você já está empregado, pode utilizar o salário para investir no próprio negócio até que sua empresa ande “com as próprias pernas”.

Colocando em prática

Se o seu interesse é montar um negócio na mesma área em que trabalha, seja coerente. Apesar das vantagens de já conhecer o mercado e saber das necessidades, cuidado para não ser antiético com a empresa em que trabalha. Afinal, você atuará no mesmo ramo, poderá competir pelos mesmos clientes e lidar com as mesmas propostas. Pense num diferencial e use seu atual trabalho como parceiro. Trabalhe com ele e não contra ele.

Caso você decida abrir um negócio completamente diferente do atual, esse risco você não corre. No entanto, prepare-se para “correr” ainda mais para se dedicar às duas funções. Atualização, conhecimento, pesquisas… tudo envolve tempo, mas com planejamento, é possível ter sucesso.

Vantagens e desvantagens

Avalie todos os pontos, antes de investir na mudança. Mesmo que você, no princípio, não tenha intenção de deixar o atual emprego, mudanças na rotina, atividades e tempo para família são questões que devem ser observadas.

O novo negócio vai exigir mais horas de trabalho, menos horas de sono e menos tempo para coisas pessoais.

PUBLICIDADE

Por outro lado, você tem a segurança de estar empregado e, caso seu sonho não dê certo, pode desistir ou repensar, sem tantos problemas. Além disso, se sua empresa estiver de acordo com as expectativas, poderá pensar, com calma, na saída do emprego.

Ética e comprometimento

Se a empresa em que você trabalha não se importar com a sua jornada dupla – algumas companhias não permitem que seus funcionários toquem seus próprios negócios – seja ético e separe as coisas.
Mantenha a produtividade e o comprometimento com o atual trabalho e não envolva assuntos próprios durante o expediente. Programe-se e, se necessário, use o horário de almoço ou intervalos pré-estabelecidos para resolver os problemas da sua empresa.