Minha carreira

Sete erros que as pessoas cometem durante o home office e que podem acabar com a produtividade

Aprender a ser produtivo no home office significa ser um profissional mais completo, com capacidade de atuar de várias formas e em lugares diversos

home office problema com os olhos
(Getty Images)

Dúvida do leitor: “Como identificar os erros que eu cometo para conseguir melhor a minha produtividade no home office?”

Resposta por Elza Veloso*: 

Em 2021, já é possível enxergar o home office como uma realidade e, a partir dessa experiência, avaliar o lado bom e o lado ruim dessa prática. Participar de reuniões, cumprir a jornada de trabalho, entregar resultados, tudo isso mudou conforme as pessoas se viram desprovidas da estrutura física oferecida pelas organizações.

Para as empresas, um dos maiores desafios dessas mudanças passou a ser avaliar resultados do trabalho, uma vez que o cumprimento de horas presenciais nas dependências da empresa deixou de existir em muitos casos. Para as pessoas, apesar do aprendizado que vem se construindo, alguns erros podem persistir e prejudicar a produtividade.

Confira sete deles:

1. Improvisar demais

Na mudança do trabalho presencial para o home office, alguns trabalhadores receberam suporte da empresa para organizar suas tarefas, mas outros precisaram se preparar sozinhos. Nessa adaptação, muitos improvisos foram necessários para que o trabalho fluísse e tivesse uma continuidade – de estrutura até rotina. Porém, com o passar do tempo, é preciso avaliar esses improvisos e procurar voltar a trabalhar com excelência, independentemente de estar em casa. É necessário compreender sua nova realidade e tirar o melhor dela.

2. Não organizar o espaço físico

As pessoas que não estavam preparadas para trabalhar em home office nem sempre têm em casa espaços adequados ao trabalho. Porém, é essencial buscar alternativas, dentro das possibilidades de cada um, para criar condições de produzir de forma segura e tranquila.

3. Não se preparar para o trabalho

Antes de ir trabalhar, as pessoas costumam se arrumar física e emocionalmente. O ato de trocar de roupa e pensar nos afazeres antes de chegar ao local de trabalho funciona como uma preparação para produzir mais e melhor. Em casa, da mesma forma, é preciso estabelecer rituais que formalizem os momentos de atuação profissional, buscando cumprir uma jornada produtiva e gratificante.

4. Não separar horas para descanso

O avanço das tecnologias da comunicação, mesmo antes do home office, já estimulavam as pessoas a estar sempre alertas. Em modo home office, ficou mais difícil impor limites de tempo para o trabalho, uma vez que há o pressuposto de que todos têm obrigação de responder a qualquer momento às demandas profissionais.

PUBLICIDADE

Essa “mistura” entre a vida pessoal e profissional, quando excessiva, pode levar à queda de produtividade. Então, em modo home office, é essencial aprender a separar horas para descanso e para outras atividades pessoais.

5. Não fazer acordos com a família

Nas dependências das empresas, o compartilhamento de tempo e de espaço se dá com pessoas que têm objetivos semelhantes. Em casa, as expectativas são diversas e, para compartilhar espaços e conseguir produzir, é preciso estabelecer rotinas que sejam organizadas a partir de acordos claros entre os familiares.

6. Deixar de interagir com os colegas

Em modo home office, os encontros casuais e reuniões foram substituídos por conversas eletrônicas, que nem sempre são produtivas e, em certa medida, favorecem o distanciamento. Porém, para que a produtividade seja efetiva, é preciso aprender a manter a interação e a trabalhar em equipe utilizando os diversos recursos eletrônicos atualmente disponíveis (saiba mais aqui sobre como melhorar a comunicação). 

7. Esperar pelo retorno ao trabalho presencial

A mudança para o home office, que para muitos parecia ser provisória, acabou gerando a consciência de que diversas tarefas seriam temporárias e não necessariamente poderiam ser feitas remotamente com a mesma qualidade do modo presencial.

Poré, o home office deve ser tornar definitivo em muitos casos. Então, é preciso aproveitar essa oportunidade para desenvolver as competências necessárias para alcançar a produtividade requerida na nova realidade virtual.

Esses erros seguem acontecendo mesmo um ano após o início da pandemia e mudança forçada para o home offiece, mas é fruto do que a sociedade como um todo está vivendo atualmente, não somente no campo do trabalho. Mas como essa é uma nova realidade, aprender a ser produtivo trabalhando em casa é algo que pode colaborar para formar profissionais mais completos, com capacidade de atuar de várias formas e em lugares diversos”.

Quer tirar alguma dúvida sobre carreira? Envie sua pergunta para o e-mail carreira@infomoney.com.br. A próxima resposta dos nossos especialistas pode ser a sua!

*Elza Veloso é livre-docente, com doutorado e pós-doutorado em administração pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA-USP). Especialista em gestão de carreira, atualmente, é professora da FIA Business School, atuando na graduação e nos programas stricto sensu e lato sensu da instituição. É também professora da Universidade Presbiteriana Mackenzie. 

PUBLICIDADE

 Quer descobrir como é possível multiplicar seu capital no mercado de Opções? O analista Fernando Góes te mostra como na Semana 3×1, evento online e 100% gratuito. Clique aqui para assistir.