Serviço temporário emprega cerca de 353 mil pessoas da terceira idade por ano

A dificuldade em encontrar mão de obra qualificada tem feito com que as empresas se voltem para os profissionais mais maduros

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os profissionais da terceira idade encontram boas oportunidade de emprego no mercado de trabalho de serviços terceirizáveis e de emprego temporário. 

Um levantamento realizado pelo Sindeprestem (Sindicato das Empresas e Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário do Estado de São Paulo) revela que, das 2,5 milhões de pessoas que atuam na área por ano, cerca de 353 mil estão na terceira idade.

De acordo com os dados, a porcentagem de pessoas na terceira idade no setor de terceirização e de trabalho temporário chegou a 13,9% do total em 2009/2010. Já em 2008/2009, o indicador era de 11,5%. Houve um aumento de 20,9% entre os períodos analisados.

Aprenda a investir na bolsa

Qualificação
O presidente da entidade, Vander Morales, explica que a dificuldade em encontrar mão de obra qualificada tem feito com que as empresas se voltem para os profissionais mais maduros. 

Além disso, ele acrescenta que estes profissionais se destacam pelas suas características. “São pessoas que pertencem a uma geração que valoriza o compromisso, a responsabilidade e a cordialidade. O comércio contrata a maior parte destas pessoas”, diz.

Setores
O estudo indicou ainda que, na análise entre os setores, o comércio/varejo são os que mais empregam profissionais na área de terceirizáveis e emprego temporário, com 21,9% em 2009/2010.

Em seguida, aparecem telecomunicações e financeiro, com 21,6% e 18%, respectivamente. Serviços e indústria ocupam o quarto e o quinto lugares, com 16,6% e 14%, cada um. Já o segmento agrícola é responsável por empregar 6,5% dos profissionais da terceira idade.

Na comparação com o ano anterior, todos os segmentos apresentaram crescimento. Em 2008/2009, o destaque de contratação também era comércio/varejo, com 18,3%.