Ser indicado não é sinônimo de emprego certo

Algumas empresas se valem da indicação, mas outras, principalmente para cargos mais elevados, buscam referências externas

SÃO PAULO – A gama de serviços oferecidos pelos portais de recrutamento fez com que as contratações por indicação não fossem mais unânimes. 

Para a assistente de RH da Manpower Staffing, Karen Cristiny, a abrangência do recrutamento on-line possibilita a visualização mais rápida de vagas para os candidatos e dos perfis profissionais para as empresas.

“A facilidade de visualização e principalmente o conteúdo sempre atualizado de candidatos facilita o processo de triagem de currículos e coloca o profissional em igualdade com o mercado para competir às vagas que deseja”, diz Karen.

PUBLICIDADE

Confiança
De fato, ainda é comum ver algumas empresas valendo-se, principalmente, das contratações por indicação. Porém, observa a Infojobs, quanto maior o cargo e a responsabilidade, mais abrangente e rigoroso o processo seletivo –  o que sugere a escolha do melhor profissional. Por isso, é preciso buscar referências externas. 

Segundo a Infojobs, quem opta por procurar emprego pela web deve manter o cadastro sempre atualizado, de modo a especificar a experiência e vivência profissional, os objetivos e a área de atuação que procura.

Perfeição
De acordo com a diretora-geral do portal de recrutamento online Infojobs, Cecilia Rojas, a busca de candidatos via internet em portais de recrutamento conquista cada dia mais empresas.

Conforme balanço da Infojobs, somente no último mês foi registrada uma média de 16 currículos vistos por segundo pelas empresas em busca de candidatos para processos seletivos.

Um total de 3,8 milhões de inscrições às vagas de empregos publicadas no portal foram feitas por candidatos. Ao todo, são mais de 51,3 milhões de páginas vistas entre buscas de vagas de emprego e visualização de currículos de candidatos.