Senado surpreende e aprova salário mínimo de R$ 384,29

Base governista foi surpreendida pela aprovação que contou com 30 votos a favor, 27 contra e 5 abstenções; proposta segue para Câmara dos Deputados

SÃO PAULO – Se depender do Senado, o novo salário mínimo no Brasil é de R$ 384,29, ou cerca de 28% superior ao que estava previsto na Medida Provisória apresentada pelo governo federal. Com 30 votos a favor, 27 contra e 5 abstenções, o Senado acabou aprovando a proposta do PFL para que o salário mínimo fosse maior.

Porém, os trabalhadores não devem comemorar antes da hora. Segundo o líder do governo no Senado, Aloízio Mercandante (PT-SP), nem mesmo se o governo cortasse todos os investimentos previstos teria como arcar com esse aumento, que custaria R$ 12 bilhões aos cofres da Previdência.

Veto poderia fazer mínimo voltar a R$ 260

Apesar de aprovada no Senado, a MP agora retorna à Câmara dos Deputados que havia confirmado o reajuste proposto pelo governo de R$ 300. Caso os deputados optem por ratificar a decisão do Senado, o presidente Lula pode ser obrigado a vetar o aumento, o que poderia criar uma situação delicada, pois nesse caso o salário mínimo voltaria a ser de R$ 260.

PUBLICIDADE

Situação semelhante aconteceu em 2004, mas naquela época o governo contava com uma base de apoio mais coesa na Câmara dos Deputados, que acabou vetando o aumento proposto pelo Senado. Frente à crise política que se instalou e que vem envolvendo vários deputados, é possível que a Câmara opte por aprovar o aumento proposto pelo Senado, o que colocaria o presidente Lula em uma situação bastante delicada.