Prefeitura de São Paulo

Se eleito, João Doria promete doar todo o salário e não tentar reeleição

"Não preciso do salário de prefeito", disse candidato e empreendedor em evento

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A exemplo de Michael Bloomberg quando foi prefeito de Nova York, o candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, João Doria, disse novamente que doará todo o salário oriundo do cargo se eleito. Em janeiro, ainda pré-candidato, Doria fez a mesma promessa e afirmou que não fala isso “para ganhar votos”. 

Em evento com empreendedores nesta terça-feira, o candidato disse que sua entrada na política tem como finalidade seu “engrandecimento” pessoal e que a decisão da candidatura foi tomada porque “não aguenta mais o governo do PT”. O empresário nunca participou de uma eleição, mas foi Secretário de Turismo em São Paulo e presidiu a Paulistur.

“Eu não preciso do salário da Prefeitura. Quem me conhece sabe que eu tenho tudo, eu não preciso. Vou doar esse salário para 48 instituições”, disse Dória, referindo-se aos 48 pagamentos que receberia caso eleito. Atualmente, o pagamento mensal para o prefeito da cidade é de cerca de R$24,1 mil.

PUBLICIDADE

Reeleição

Na ocasião, Doria se disse contra a reeleição e disse que não tem a intenção de se lançar como político de carreira. “Quero só 4 anos para oxigenar a vida pública”, disse, mencionando a possibilidade de dar o exemplo a sucessores.