Ministério Público

Schincariol poderá pagar R$ 2 milhões por descumprir normas trabalhistas

Em três meses, a empresa limitou as horas extras, deixou de conceder descanso semanal e manteve trabalhadores sem intervalo

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Ministério Público do Trabalho em Goiás notificou a Schincariol a pagar R$ 2 milhões por descumprimento do TAC (Termo de Ajuste de Conduta). O acordo, firmado em 2007, previa a regularização da jornada de trabalho por oito horas por dia, concessão de folgas semanais e pausas para descanso.

Segundo o Ministério Público, em três meses, a fabricante de bebidas violou 62 vezes a cláusula do TAC que limitava as horas extras a duas horas diárias, deixou de conceder 443 vezes o descanso semanal a vários empregados e manteve 42 trabalhadores sem intervalos durante o expediente de trabalho.

Pelo acordo, em caso de descumprimento, a empresa pagaria multa de R$ 2 mil por infração e por trabalhador prejudicado, sendo aplicada novamente a penalidade a cada trinta dias de não observância das obrigações, até que a situação fosse solucionada.

Aprenda a investir na bolsa

Audiência
Depois de ter sido notificada, a empresa solicitou uma audiência com o procurador, que exigiu que a cervejaria a apresente um plano para correção imediata das irregularidades apuradas.

Posicionamento
Procurada pelo Portal InfoMoney a Brasil Kirin, dona da marca, afirmou que não se manifesta sobre processos judiciais e/ou administrativos que estejam em trâmite.