Saúde x trabalho: como negociar ausências por motivos médicos com o líder?

Para consultora, o profissional tem todo o direito de se ausentar para cuidar da sua saúde. Entretanto, é preciso saber o momento certo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Encontrar um tempo para cuidar da saúde diante de um conturbado expediente de trabalho não é nada fácil! Mas existe alguma forma de negociar com o seu chefe a ausência para ir em consultas médicas? Qual é o procedimento mais indicado nestes casos?

Para a consultora de Recursos Humanos do Grupo Soma, Jane Souza, o profissional tem todo o direito de se ausentar para cuidar da sua saúde. Entretanto, ele precisa ter a sensibilidade de saber o momento adequado para isso.

Como negociar

Se a consulta for de rotina, Jane aconselha que o funcionário avise, com antecedência de uma semana, sua ausência para o líder, e o lembre um dia antes da consulta. Ao fazer isso, mostra seu comprometimento com o trabalho e com a equipe.

Aprenda a investir na bolsa

Além disso, a consultora destaca que uma boa forma de negociar a sua ausência é tentar agendar as consultas médicas em horários em que a sua demanda de serviço é menor.

Ao entregar o atestado médico, o funcionário não é obrigado a repor as horas usadas para cuidar da saúde, mas, caso faça questão de repor, Jane recomenda propor a seu gestor a compensação nos dias seguintes, chegando mais cedo ou indo embora mais tarde do que o horário previsto.

Sinais de descaso

Jane alerta que o funcionário que sempre pede para se ausentar mas nunca traz o atestado médico está agindo de má-fé.

“Nestes casos, cabe ao departamento de Recursos Humanos verificar se o profissional está com dificuldades de encontrar o tratamento adequado e, por isso, está se ausentando muito, ou se ele está agindo de má-fé.”