Saúde: empresas oferecem programa de imunização, para evitar faltas

De acordo com o Hospital Professor Edmundo Vasconcelos, algumas empresas oferecem, por exemplo, a vacina contra a gripe

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Para evitar possíveis faltas e queda de produtividade, empresas brasileiras estão vacinando os seus funcionários contra a gripe. Segundo dados do Hospital Professor Edmundo Vasconcelos, 80% dos casos de gripe são evitados mediante a aplicação da vacina.

De acordo com o infectologista e consultor do setor de vacinação do Hospital Professor Edmundo Vasconcelos, Artur Timerman, é importante tomar a vacina com antecedência, pois o organismo pode levar até duas semanas para ficar imunizado.

“A gripe é uma doença infecciosa causada pelo vírus influenza, que tem como característica a capacidade de mutação. Por esse motivo, a vacinação precisa ser anualmente”, explica.

Período

Aprenda a investir na bolsa

Timerman revela que os meses de abril e maio são os ideais para que as empresas imunizem os seus funcionários contra a gripe, uma vez que a doença atinge mais pessoas no inverno. “O vírus da gripe circula pelo hemisfério sul de abril a setembro, com picos entre junho e julho”.

O especialista ressalta ainda que um funcionário com gripe pode ficar entre dois a sete dias afastado do seu trabalho.

Indicações

Para Timerman, as pessoas que fumam e apresentam doenças pulmonares ou cardíacas, diabetes ou alterações renais estão no grupo de risco para possíveis complicações com uma gripe e, por isso, não podem deixar de se vacinar.

A vacina é indicada também para gestantes a partir do segundo trimestre de gravidez, mas sempre de acordo com recomendação médica.

Sintomas

Se você está com dor de cabeça, tosse seca, calafrio, congestão nasal, perda de apetite e febre…Atenção! Você pode estar gripado.

Timerman ressalta que, ao apresentar esses sintomas, as pessoas pensam que é um resfriado comum. Entretanto, o vírus da gripe atinge o individuo de maneira bem mais rápida e agressiva que o resfriado, podendo levar a sérias complicações como pneumonia, otites, dor de garganta e sinusite.

PUBLICIDADE