custo de vida

São Paulo é a cidade mais cara da América do Sul para expatriados

Luanda, na Angola, é a cidade mais cara do mundo para estrangeiros

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – São Paulo é a cidade mais cara da América do Sul para estrangeiros, segundo uma Pesquisa de Custo de Vida, elaborada pela consultoria Mercer. No ranking mundial, a cidade aparece em 19º lugar.

A lista comprara 214 cidades em cinco continentes e mede o custo de mais de 200 itens em cada local, incluindo moradia, transporte, alimentação, vestuário, utilidades domésticas e entretenimento.

Entre todas as cidades pesquisadas, Luanda, na Angola, é a mais cara do mundo para expatriados. Moscou, na Rússia, e Tóquio, no Japão, aparecem em segundo e terceiro, respectivamente.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo o estudo, o custo de uma xícara de café em Manágua, na Nicarágua, é de US$ 1,54 comparados a US$ 8,29 em Moscou. Já um hambúrguer custa US$ 3,62 em Calcutá, na Índia, contra US$ 13,49 em Caracas, e uma entrada de cinema custa US$ 5,91 em Joanesburgo comparados a US$ 20,10 em Londres. 

10 cidades mais caras para expatriados em 2013
PosiçãoCidadePaís
*Mercer
1LuandaAngola
2MoscouRússia
3TóquioJapão
4JamenaChade
5CingapuraCingapura
6Hong KongHong Kong
7GenebraSuíça
8ZuriqueSuíça
9BernaSuíça
9SydneyAustrália

Américas
São José, Costa Rica, e Cidade do México são as mais caras da América Central e do México. Vancouver é a cidade que ocupa a posição mais alta no ranking das Américas.

Entre as cidades da América do Sul, algumas caíram no ranking, como resultado do enfraquecimento das moedas locais em relação ao dólar dos Estados Unidos, como as cidades brasileiras. Já outras cidades subiram pela alta da inflação em produtos e serviços e aluguel.

Nova York, a cidade-base do ranking de Custo de Vida da Mercer, é a cidade mais cara dos Estados Unidos.

Custos
A pesquisa ainda mostra que o custo de moradia é a maior despesa dos expatriado. A capital russa, por exemplo, é a segunda cidade mais cara devido aos altos custos do aluguel residencial e produtos e serviços importados normalmente adquiridos por expatriados.

O aluguel de um apartamento de luxo de dois quartos sem mobília custa US$ 4.600 por mês em Moscou. O valor é 14 vezes maior do que em Carachi. Completando as cinco primeiras cidades mais caras para expatriados, que também possuem alto custo com aluguel, estão Tóquio, a cidade Jamena, da República do Chade, e Cingapura.

PUBLICIDADE

“Acontecimentos mundiais recentes, incluindo crises econômicas e políticas, que resultaram em flutuações cambiais, inflação do preço de produtos e serviços e volatilidade nos preços de moradia impactaram nessas cidades tornando-as caras,” comentou o Senior Partner e Líder da Área de Mobilidade Global da Mercer, Barb Marder.