Salário pago pela Indústria em janeiro é o maior para o mês desde 2001, diz IBGE

Folha de pagamento do setor subiu 6,2% na comparação com dezembro e 5,0% diante dos valores do início do ano passado

SÃO PAULO – Os salários pagos pelo setor industrial brasileiro subiram 6,2% em janeiro, na comparação com dezembro, e alcançaram o patamar mais elevado para um começo de ano desde 2001. A variação leva em conta ajustes sazonais.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que divulgou as informações nesta quarta-feira (16), o resultado positivo se deve ao pagamento de benefícios relativos a férias e à menor inflação verificada em janeiro.

Ainda segundo a pesquisa mensal realizada pelo IBGE, o valor da folha de pagamento industrial em janeiro aumentou 5,0% em relação a igual período do ano passado, e cresceu 8,8% no acumulado dos últimos doze meses. Vale lembrar que todas estas variações consideram os efeitos da inflação medida pelo IPCA (Índice de Preço ao Consumidor Amplo).

São Paulo “puxa” alta

PUBLICIDADE

No começo deste ano, a melhora dos salários pagos pela indústria foi praticamente generalizada, com resultados favoráveis em doze dos 14 locais pesquisados e em 14 dos 18 segmentos observados pelo IBGE.

A maior contribuição para o saldo positivo do indicador nacional veio da indústria de São Paulo, onde o aumento da folha de pagamento chegou a 5,3% na comparação com janeiro de 2004, com destaque para os ramos de meios de transporte (17,6%) e máquinas e equipamentos (18,7%).

Em termos de magnitude da taxa, a alta mais significativa dos salários industriais ocorreu no Ceará (13,8%), que foi seguido por Minas Gerais (9,6%) e Paraná (8,8%). Apenas os estados do Rio de Janeiro (-5,7%) e de Pernambuco (-1,3%) protagonizaram redução nas folhas de pagamentos de suas indústrias.

No que se refere a categorias industriais, as maiores influências positivas em janeiro foram observadas nos segmentos de meios de transporte (16,0%), máquinas e equipamentos (14,1%) e alimentos e bebidas (8,6%).